pavilhaohome edificiohome museuhome kokushikan blibliotecaacervo bunkyonethome

Conheça os homenageados do Prêmio Kiyoshi Yamamoto 2018

KiyoshiYamamoto2018Indicados por entidades representativas de produtores e da comunidade nipo-brasileira, Satoshi Ito e Hisashi Amagai serão os homenageados do Prêmio Kiyoshi Yamamoto 2018, que acontece no próximo dia 9 de novembro, no Salão Nobre do Bunkyo.

Instituído em 1965 pela Associação Brasileira de Estudos Técnicos da Agricultura (ABETA), o Prêmio Kiyoshi Yamamoto (PKY) é um dos prêmios mais tradicionais do setor agrícola do Brasil. Desde 1999, é promovido pela Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social (Bunkyo), já tendo premiado mais de 150 pessoas e instituições por suas relevantes contribuições ao Brasil nas áreas de produção vegetal, produção animal, ensino, pesquisa, fomento, inovação e difusão de técnicas agropecuárias, bem como ações comunitárias e sociais.

HOMENAGEADOS 2018

satoshi itoSATOSHI ITO, nasceu na província de Hiroshima, Japão, e emigrou para o Brasil em 1954, aos 18 anos, logo iniciando na granja do tio sua atuação na avicultura. Em 1965, tornou-se independente e fez pessoalmente o corte dos eucaliptos e a construção do galinheiro iniciando as atividades da Granja Sumaré. De visão empreendedora, seguiu aprimorando seus conhecimentos, buscando melhorias e automatizando processos, contribuindo para o desenvolvimento da avicultura no país. Também desenvolveu e produziu esterco fermentado, puro e seco, para uso agrícola a todos os tipos de culturas e plantações. Saiba mais...

Satoshi Ito faleceu seis dias após a indicação do seu nome para o Prêmio Kiyoshi Yamamoto, no dia 28 de junho de 2018, aos 82 anos, pelo agravamento da arritmia cardíaca, insuficiência renal crônica e pneumonia, que contraiu há algumas semanas.

Está sendo homenageado in memorian por seu espírito empreendedor, capacidade administrativa e pioneirismo, contribuindo para o desenvolvimento técnico e econômico da avicultura nacional.

hisashi amagaiHISASHI AMAGAI, nasceu na Província de Ibaraki, Japão. Em 1957 veio ao Brasil, para aprender sobre a criação de galinhas de postura e o cultivo de hortaliças. De 1959 a 1965, passou por cultivo de batata, melancia, tomate e hortaliças. Enfim, começou o cultivo experimental de kuri (castanha japonesa, do tipo portuguesa). Em 1970, formou pomar e se dedicou a desenvolver a atividade difundindo seus conhecimentos e promovendo a produção nacional, além de também incentivar o mercado consumidor. Saiba mais...

O Prêmio Kiyoshi Yamamoto é concedido a Hisashi Amagai pelo seu desempenho como agricultor, espírito inovador e comunitário, tendo contribuído para a difusão do conhecimento técnico da cultura do kuri, espécie japonesa da castanha portuguesa no Brasil.


  SERVIÇO
  Cerimônia de Outorga do 48º Prêmio Kiyoshi Yamamoto
  Data: 9 de novembro de 2018, (sexta-feira) a partir das 19 horas
  Local: Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social (Salão Nobre)
  Rua São Joaquim, 381, 2º andar, Liberdade – São Paulo – SP
  Adesão: R$ 100,00
  Solicitamos a confirmação de presença até o dia 06/11 pelo tel: (11)3208-1755 ou e-mail:evento@bunkyo.org.br
.
 

A COMISSÃO JULGADORA

Ao longo do ano, os organizadores do Prêmio Kiyoshi Yamamoto divulgam a premiação e solicitam a indicação de possíveis homenageados. Os candidatos devem ser recomendados por pelo menos duas entidades. Em seguida, os currículos são avaliados e os selecionados passam a integrar um rol de homenageados, tendo suas contribuições à agricultura registradas no livro do ano.

Conheça agora a Comissão do Prêmio Kiyoshi Yamamoto (CPKY) 2018:

KUNIO NAGAI (presidente)
Nasceu em São Paulo (SP), em 1939. Engenheiro Agrônomo pela Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (ESALQ/USP), em 1961. Formado no Curso Especial de Administração pela Universidade Mackenzie. Autor do livro “Manejo do Solo e Adubação”, publicado pelo Instituto de Pesquisas Técnicas e Difusões Agropecuárias, da JATAK, em 2008. Bolsista da Overseas Technical Cooperation Agency, em 1965. Atualmente é consultor em agricultura sustentável. Membro da CPKY desde 2012 e seu presidente desde 2017.

ALFREDO TSUNECHIRO (vice-presidente)
Nasceu em Tupã (SP), em 1945. Engenheiro Agrônomo pela Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (ESALQ/USP), em 1968; Mestre em Economia pela Faculdade de Economia e Administração (FEA/USP), em 1983; Pesquisador Científico VI, aposentado, do Instituto de Economia Agrícola (IEA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo (SAA). Foi bolsista da Japan International Cooperation Agency (JICA), em 1985, e membro do Conselho Assessor Externo da Embrapa Milho e Sorgo (2004-2010). Membro da CPKY desde 2015.

MÁRIO EIDI SATO (vice-presidente)
Nasceu em Marília (SP), em 1964. Engenheiro Agrônomo (1985), Mestre (1989) e Doutor (1999) em Entomologia pela Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (ESALQ/USP) e Pós-Doutor pela Universidade de Nagoya, Japão (2004). Pesquisador Científico VI e docente do Programa de Pós-Graduação do Instituto Biológico (IB/APTA). Foi bolsista da JICA (1991) e da Japan Society for the Promotion of Science (JSPS) (2004). Membro da CPKY desde 2015.

ANDERSON TEIDY FUZITA
Nasceu em Osasco (SP), em 1969. Engenheiro Agrônomo (2008) pela Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV), da UNESP, em Jaboticabal (SP); Mestre (2012) em Sanidade Vegetal, Segurança Alimentar e Ambiental no Agronegócio, pelo Instituto Biológico de São Paulo. Trabalhou no IPTDA/JATAK (2009), Prefeitura de São Paulo (2013) e atualmente trabalha na Caixa Econômica Federal como Técnico Bancário. Foi bolsista do CNPq (2010/2012). Membro da CPKY desde 2018.

GUENJI YAMAZOE
Nasceu em Mairiporã (SP), em 1935. Engenheiro Agrônomo pela ESALQ (1963), Pesquisador Científico VI, aposentado do Instituto Florestal. Foi Diretor Geral desse Instituto (1980-1983) e contraparte de projetos de cooperação da JICA, do Japão (1979 a 2004). Foi Presidente da Associação dos Bolsistas JICA São Paulo - ABJICA (2010-2014). Condecorado pelo Imperador do Japão com a Medalha da Ordem do Tesouro Sagrado, Raios de Ouro com Laço, em 2017. Atual Presidente da Associação Cultural Tottori Kenjin do Brasil. Membro da CPKY em 1965 (ano do 1º PKY) e desde 2012. Foi presidente da Comissão, gestões de 2013-2015 e 2015-2017.

HISAO HABA
Nasceu na província de Okayama, Japão, em 1942. Formado na Escola Provincial de Agricultura, em 1964. Nesse mesmo ano chegou ao Brasil. Em 1966 ingressou na Cooperativa Central Agrícola Sul Brasil, na Seção Técnica de Fruticultura, onde trabalhou até 1994. Em 1995 transferiu-se para a Unidade da Grande São Paulo da Cooperativa Agrícola Sul Brasil, ocupando cargo de Assessor da Diretoria, até 2012, quando se aposentou. Membro da CPKY desde 1999.

ISIDORO YAMANAKA
Nasceu em Bastos (SP), em 1935. Engenheiro Agrônomo pela Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (ESALQ/USP) (1963). Trabalhou na Cooperativa Agrícola de Cotia, foi Coordenador da Coordenadoria de Pesquisa de Recursos Naturais, da SAA, Assessor Especial de sete Ministros de Estado, da Agricultura, do Planejamento e da Fazenda, no período de 1975 a 2008. Condecorado pelo Ministério das Relações Exteriores com a Medalha Ordem do Rio Branco, e pelo Imperador do Japão com a Medalha da Ordem do Tesouro Sagrado, Raios de Ouro com Laço, em 2010. Membro do Conselho Superior de Apoio e Orientação, do Bunkyo. Membro da CPKY desde 2007 (ano em que foi presidente).

IZUMI HONDA
Nasceu em Curitibanos (SC), em 1970. Engenheira Agrônoma pela Universidade do Estado de Santa Catarina, CAV, UDESC, em 1994. Extensionista Rural no Programa Microbacias 2 de 2005 a 2010 pela Cooperativa UNEAGRO/SC (Cooperativa de Trabalho dos Engenheiros Agrônomos e de Profissionais em Desenvolvimento Rural e Ambiental de Santa Catarina), junto a EPAGRI (Empresa de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural de Santa Catarina). Perita do Banco do Brasil, agência de Curitibanos, em seguro agrícola para Agricultura Familiar, de 2010 a 2013. Desde 2013, coordena projetos de Intercâmbio e Cooperação de Agricultores Nikkeis entre quatro países da América do Sul com o governo Japonês pela empresa Chuo Kaihatsu Corporation - CKC Consultoria de Engenharia e Representação Comercial de Maquinas Ltda. Membro da CPKY desde 2018.

KENZO NEGUISHI
Nasceu em Mogi das Cruzes (SP), em 1941. Produtor de frutas e cogumelos, em Mogi das Cruzes. Presidente da Associação dos Fruticultores de Mogi das Cruzes, Presidente da Associação dos Produtores de Cogumelos Comestíveis de Mogi das Cruzes, Presidente da Associação Cultural e Recreativa Okayama Kenjin do Brasil, Diretor do Sindicato Rural de Mogi das Cruzes, Diretor do Bunkyo de Mogi das Cruzes. Membro da CPKY desde 2015.

MAXIMILIANO MIURA
Nasceu em São Paulo (SP), em 1970. Engenheiro Agrônomo pela Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (ESALQ/USP), em 1995. Participou de visitas técnicas às unidades de avicultura, pecuária leiteira e estufas de flores no Japão, em 1993. Trabalhou na Casa da Agricultura de São Lourenço da Serra (SP), da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI), de 1997 a 1998, e na Coordenadora de Desenvolvimento dos Agronegócios (CODEAGRO), da SAA, na área de Câmaras Setoriais do Agronegócio, de 1998 a 2007. Ingressou no IEA em 2008, onde trabalha como Pesquisador Científico, na área de Economia dos Agronegócios. Membro da CPKY desde 2018.

TAKANOLI TOKUNAGA
Nasceu em Fernão (SP), em 1940. Engenheiro Agrônomo pela Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (ESALQ/USP), em 1966. Ingressou na Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI) em 1968 e aposentou-se em 2014. Por solicitação da JICA e da JATAK (Federação Nacional das Cooperativas Agrícolas de Colonização), prestou assessoria técnica aos agricultores de outros países e estados do Brasil. Foi bolsista da JICA em 1976. Recebeu o Prêmio Kiyoshi Yamamoto em 2009. Membro da CPKY desde 2010.

YOSHIHIRO OMORI
Nasceu em Aichi-Ken, Japão, em 1955. Engenheiro Agrônomo pela Tokyo University of Agriculture, em 1978. Chegou ao Brasil em 1979. Trabalhou inicialmente na Fruticultura São Francisco Ltda (MG), 1980; Univertour, de São Paulo (SP), 1983; Fazenda Yokogawa (MS), como Administrador, 1985; Forsons Brazil. Exp. & Imp. Ltda, São Paulo (SP), proprietário, 1989; Nippongreen, em Vietnã, sócio, 2008; Chuo Kaihatsu Corporation, coordenador, 2010. Membro da CPKY desde 2017.

Facebook-BunkyoTwitter-BunkyoMuseu Histórico da Imigração Japonesa no Brasilinstagram

REFORMA PARCIAL
ESTATUTO SOCIAL

>> 03.12.2015: Resolução conjunta CD/Diretoria para constituição da Comissão de Reforma do Estatuto do Bunkyo
>> 10.09.2015: Reforma parcial do estatuto do Bunkyo
>> 27.05.2015: Conselho Deliberativo institui a Comissão de Reforma do Estatuto do Bunkyo
>> ESTATUTO SOCIAL