Em evento digital, a despedida do cônsul-geral Noguchi

Compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Um evento inédito na comunidade nipo-brasileira: mais de 1.400 pessoas entraram na live para despedir-se do cônsul-geral do Japão Yasushi Noguchi que, no final do mês estará encerrando seu mandato na jurisdição do Consulado Geral do Japão em São Paulo.

No último dia 14 de julho, a partir das 18h, representantes das entidades da comunidade nipo-brasileira e das empresas japonesas sediadas na região participaram da cerimônia despedida do cônsul-geral Noguchi, que desta feita realizou-se por meio digital.

A plataforma Zoom  abrigou o “palco virtual” com os presidentes das cinco entidades representativas, diretor-geral da JICA e o mestre de cerimônia Gioji Okuhara, vice-presidente do Bunkyo. Essa live foi transmitida para o Bunkyo Digital, no YouTube para o público em geral que, além de acompanhar a cerimônia, também pode registrar, por escrito, suas manifestações.

De acordo com a programação, inicialmente, os cinco presidentes das entidades fizeram suas saudações, depois foi apresentada uma coletânea de fotos enviadas pelas entidades e pelo Jornal Nippak ressaltando a atuação do homenageado durante esses três últimos anos de mandato, seguindo-se depois as palavras do cônsul-geral Noguchi com duração de cerca de 30 minutos.  

Também, durante o evento foi apresentado o presente oferecido pelas entidades – a gravura “Colheita da Lavoura”, de autoria de Tomoo Handa. Hiroshi Saito diretor-geral da JICA foi encarregado de coordenar o brinde “virtual” em conjunto com os outros presidentes. Não foi esquecida ainda a tradicional “foto oficial” em formato galeria.

Homenagem dos cinco presidentes

Desde o primeiro contato oficial com a comunidade nipo-brasileira, em 13 de julho de 2017, numa cerimônia de boas-vindas realizada no Salão Nobre do Bunkyo, o cônsul-geral Noguchi rapidamente se tornou uma das destacadas personalidades japonesas, não só por sua competência, como também pelo dinamismo, cordialidade, dedicação, simpatia, conforme ressaltou o presidente do Bunkyo, Renato Ishikawa

Desde o início de seu mandato, “foi muito intenso sua relação com a comunidade nipo-brasileira”, afirmou o presidente Ishikawa, destacando a dedicação do cônsul-geral Noguchi ao visitar 82 cidades da jurisdição de São Paulo do Consulado Geral do Japão (abrange os Estados de São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e região do Triângulo Mineiro). Também ressaltou “seu envolvimento com os nossos jovens”, tanto em relação a bolsas de estudos e estágios no Japão, como a formação de líderes projetando as mudanças geracionais no comando das entidades nipo-brasileiras.

Já o presidente da Beneficência Nipo-Brasileira de São Paulo – Enkyo Akeo Yogui, destacou seu agradecimento “pelo constante apoio ao nosso trabalho nas áreas da saúde e de assistência social”. Lembrou o comparecimento dele nas diferentes unidades de atendimento aos idosos levando “mensagem de conforto e esperança”, bem como as inúmeras visitas ao Ambulatório Médico e ao Pipa – Projeto de Integração Pró-Autista, e presença na comemoração dos 60 anos de fundação do Hospital Nipo-Brasileiro.

Toshio Ichikawa, presidente do Kenren – Federação das Associações de Províncias do Japão no Brasil, agradeceu o constante apoio ao Festival do Japão, e destacou em especial, nos 110 anos da imigração japonesa, os esforços para que o evento figurasse no Guiness Book com o maior mostruário da culinária japonesa. Também, agradeceu a atenção e colaboração junto às associações de províncias (kenjinkai), bem como sua participação em todas as cerimônias comemorativas ao aniversário delas. “Muitas vezes, saia apressado de uma cerimônia para ir para a outra, pois ele fazia questão de atender a todos”, afirmou.

Toshifumi Murata, presidente da Câmara de Comércio e Indústria Japonesa no Brasil, em sua saudação começou agradecendo a assiduidade do cônsul-geral Noguchi nos almoços reunindo os associados da entidade, ocasião em que atualizava as informações sobre Consulado. Reconheceu a importância de seus esforços para estabelecimento de diferentes acordos nacionais e internacionais e que, graças à atuação dele, sente que a Câmara está “cada vez mais unida com a comunidade nikkei”.

Para o presidente da Aliança Cultural Brasil-Japão, Eduardo Yoshida, além do incentivo ao ensino da língua japonesa, o cônsul-geral Noguchi “dedicou seu tempo precioso” para atender a entidade, além de fortalecer e difundir a cultura japonesa em nosso país.  Também ressaltou sua importante atuação para o intercâmbio Brasil-Japão e, como os demais, desejou “muito sucesso em suas novas empreitadas”.

Depois, ao som da música “Aquarela do Brasil”, foram apresentadas as imagens do cônsul-geral Noguchi em diferentes localidades e/ou eventos, enviadas pelas entidades organizadoras e Jornal Nippak.

Parece que foi ontem…

 “Em outubro de 2017 foi realizado o evento de boas-vindas, quando cheguei. Parece que foi ontem, realmente o tempo passou voando”, disse o cônsul-geral Noguchi ao iniciar sua saudação. 

Uma constatação natural de quem ocupou cada um dos dias do mandato para praticar aquilo que o presidente Ishikawa considerou como: “honrando as tradições de diplomacia”.

“Para o Japão, se a comunidade nikkei é como irmã, compartilhando o sangue japonês, nessa situação pergunto a mim mesmo, que importância tem essa comunidade para o Japão?”. 

Com essa questão, o cônsul-geral Noguchi iniciou a fala enfocando sua atuação que, de acordo com ele, foi baseada em três prioridades: estruturar ainda mais as relações com a comunidade e aumentar ainda mais a parceria; administração do Japan House São Paulo e apoio às empresas japonesas que estão operando no Brasil.

O cônsul-geral Noguchi enalteceu a importância do papel da comunidade nikkei para o desenvolvimento do país e esforços para a divulgação da cultura japonesa, e fez questão de lembrar o apoio dos nipo-brasileiros que “estenderam suas mãos quando o Japão estava em dificuldades”.

Lembrou com gratidão o intenso trabalho para a comemoração dos 110 anos, em 2018, ao lado da então presidente Harumi Arashiro Goya e presidente da Comissão Executiva de Yoshiharu Kikuchi e recepção à princesa Mako. Enalteceu também as intensas atividades desenvolvidas pelos jovens de várias entidades.

Disse ter ficado surpreso com a enorme repercussão da Japan House São Paulo que rapidamente se consolidou como “um estabelecimento icônico do Japão”, voltado tanto para a cultura contemporânea, como para divulgação da tecnologia, produtos japoneses e promoção dos negócios japoneses. Agradeceu a colaboração das associações de províncias e lembrou, entre outros eventos, o sucesso da exposição de ikebana no local – em três dias, foram mais de 80 mil visitantes.

Sobre as empresas japonesas admitiu que “no Brasil, fazer negócios não é fácil” por conta dos impostos e burocracia, mas “apreciamos que muitas empresas estão operando no Brasil”. Calcula que são mais ou menos 700 empresas japonesas no país.

Afirmou que, nos últimos quatro meses, tem concentrado seus trabalhos relacionados à pandemia do coronavirus e acredita que o Brasil, como o Japão, também tem demonstrado forte resiliência e “estou otimista que o país vai superar esta fase crítica”.

Ao finalizar, agradeceu o apoio da equipe do Consulado do Japão de São Paulo e pediu “a mesma atenção e carinho” ao seu sucessor que chegará a São Paulo no início do próximo mês.

Não deixe de assistir à integra da cerimônia no Bunkyo Digital:

Confira o calendário de eventos completo