Dia 29, homenagem aos dois novos generais-de-brigada nikkeis

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

General MatsudaGeneral IkedaAs entidades da comunidade nipo-brasileira se preparam para mais um evento de grande júbilo. No dia 29 de maio, com incontido orgulho (e não poderia ser diferente!), elas promovem uma cerimônia em homenagem aos dois novos generais-de-brigada Rui Yutaka Matsuda e Riyuzo Ikeda, promovidos no último dia 31 de março.

A homenagem será realizada no dia 29 de maio, a partir das 19h30, no Salão Nobre do Bunkyo, na Rua São Joaquim, 381 – 2º andar – Liberdade – São Paulo. O evento é uma co-promoção de 34 entidades nipo-brasileiras, em conjunto com a Associação Fukuoka do Brasil e Associação Okinawa Kenjin do Brasil.

O general-de-brigada Rui Yutaka Matsuda, após a promoção, em 12 de abril assumiu o comando da 4ª Bda C Mec (Brigada de Cavalaria Mecanizada) em Dourados (MS), considerado um dos pontos estratégicos do Exército Brasileiro no país, onde está sendo implantado o projeto piloto do Sisfron (Sistema de Monitoramento de Fronteiras).

O general-de-brigada Riyuzo Ikeda foi promovido para exercer o cargo de Chefe do Estado-Maior do Comando Militar do Sudeste.

Homenagem aos generais-de-brigada Matsuda e Ikeda
Data/hora: 29 de maio de 2014, às 19h30
Local: Salão Nobre do Bunkyo (Rua São Joaquim, 381 – Liberdade – São Paulo – SP)
Pede-se a confirmação da presença até o próximo dia 26 de maio, com as Sras. Regina ou Aurora. Taxa de adesão: R$ 80,00 por pessoa.
Mais informações – Tel.: (11) 3208-1755 – e-mail: evento@bunkyo.org.br

Quem é o General-de-Brigada Rui Yutaka Matsuda

general matsudaNascido em São Paulo, em 1961, o general Matsuda é filho de Tomoaki Matsuda (natural de Okinawa) e de Icuco Matsuda (natural de Marília). Casado com a senhora Magda, tem três filhos (Júlia, Brenda e Kenzo).
Ingressou como cadete na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN) em 1981 e foi declarado Aspirante-a-Oficial da Arma de Cavalaria em dezembro de 1984.
Além dos cursos de formação na AMAN, na Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais e de Comando e de Estado-Maior da Escola de Comando e Estado-Maior do Exército, é possuidor dos cursos de Operações de Selva, além do Estágio de Operações Aeromóveis. Possui também, o curso de pós-graduação em Gestão Internacional pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.
Como Oficial Superior, comandou o 14º Regimento de Cavalaria Mecanizado, em São Miguel do Oeste (SC), foi oficial do Gabinete do Comandante do Exército e Assistente do Chefe do Estado-Maior do Exército.
No exterior, foi integrante da Missão das Nações Unidas para a Guatemala, realizou Curso de Estado-Maior no Uruguai e foi Chefe da Comissão do Exército Brasileiro em Washington.
De acordo com matéria publicada no dia 12 de abril, no jornal Dourados News, o novo general de Brigada, que veio de Brasília, onde trabalhava no Estado Maior do Exército, o cronograma de seu trabalho prevê intensificar a continuidade na implantação do Sisfron, mais voltado à capacitação e qualificação.
Em entrevista ao jornal, disse que assume a Brigada com a missão de dar continuidade ao projeto Sisfron, como forma de torná-lo referência. A previsão é de que até 2015 o projeto em sua totalidade seja implantado em Mato Grosso do Sul na faixa de fronteira que liga Mundo Novo a Caracol. Depois de implantado, o Exército terá o desafio de monitorar permanentemente as fronteiras terrestres, que se estendem por 17 mil quilômetros ao longo de dez países, 11 Estados e 588 municípios brasileiros. Em
Mato Grosso do Sul são 900 quilômetros de fronteira entre Paraguai e Bolívia.

Quem é o general-de-brigada Riyuzo Ikeda

general ikedaNascido em Bauru, em 1961, é filho de Akira e Matsuko Ikeda, ambos imigrantes de Fukuoka, que chegaram ao Brasil em 1960, no navio Santos Maru. É casado com Solange e tem dois filhos (Junior e Soline).
A primeira morada da família no Brasil foi a região de Duartina, trabalhando nas plantações de algodão e café como contratados, seguindo-se depois de um ano para a criação de bicho da seda como meeiros.
Em torno de 1968, o casal Ikeda adquiriu um sítio em Bauru, continuando ali com o trabalho da seda. E foi por meio dessa atividade que os seis filhos (Riyuzo, Mayumi, Takao, Kunio, Koshu e Daniel) foram criados e
educados.
Esse é o depoimento que o general-de-brigada Ikeda deixou gravado no Portal do Ig, por ocasião da comemoração do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil.
Conta que, “inicialmente, frequentamos a escola rural, os quatro primeiros anos. Depois estudamos na escola pública de Bauru.
Caminhávamos cinco quilômetros para apanhar o ônibus e mais 40 minutos até Bauru. A vida dura ensinou cada filho a estudar e buscar nova vida”.
Prestou concurso na Academia Militar das Agulhas Negras, AMAN em 1980 e foi declarado Aspirante-a-Oficial da Arma de Engenharia em dezembro de 1983. Além dos Cursos de Formação, de Aperfeiçoamento, de Altos Estudos Militares da Escola de Comando e do Estado-Maior do Exército, foi estagiário da Escola Superior de Guerra em 2009.
Durante sua vida militar foi instrutor da Escola Preparatória de Cadetes do Exército e da Academia Militar das Agulhas Negras.
Comandou a 10ª Companhia de Engenharia de Combate, em São Bento do Uma (PE), o Centro de Preparação de Oficiais da Reserva do Recife e a Companhia de Engenharia de Força de Paz no Haiti.
Serviu no Batalhão Escola de Engenharia, 2º Batalhão de Engenharia de Construção, 2º Batalhão de Engenharia de Combate, 7ª Região Militar e 7ª Divisão de Exército, Departamento de Engenharia e Construção e na 6ª Subchefia do Estado-Maior do Exército.
Das condecorações destacam-se: Ordem do Mérito da Defesa, Ordem do Mérito Militar, Medalha Militar de Ouro, Medalha do Pacificador, Medalha do Serviço Amazônico, Medalha Trompowsky, Medalha Minustah – ONU, da Organização dos Estados Americanos – OEA, da Junta Interamericana de Defesa – JID e Medalha de Honduras.

Confira o calendário de eventos completo