“Hana – A flor e seus Encantos”, uma apresentação da cultura clássica japonesa

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

kadoApresentar as diversas formas de expressão estética a partir do Kadô, a arte do arranjo floral (ikebana). Esta é a proposta do evento “Hana – A flor e seus Encantos” que será realizado no próximo dia 21 de março, como parte da Grande Exposição Coletiva de Ikebana – Godo Katen (que abre no dia 20 de março, com 70 arranjos feitos por 100 professoras) e da programação do 9º Bunka Matsuri – A Festa da Cultura Japonesa (que se realiza no domingo, 22).

“Homenageando os 120 anos do Tratado de Amizade Brasil-Japão e os 60 anos de fundação do Bunkyo, decidimos montar este programa especial reunindo algumas das manifestações da cultura clássica japonesa tomando como referência o ikebana”, explica Erisson Thompson de Lima, presidente da Comissão de Ikebana do Bunkyo e da Associação de Ikebana do Brasil.

A tradicional estética japonesa tem suas próprias formas de valorização do natural e do simples, e está profundamente arraigada em manifestações correlacionadas aos cinco sentidos humanos.

Assim, tendo esses conceitos como referência, a programação foi dividida em quatros itens básicos que envolvem dança clássica, cerimônia do chá, queima de carvão para o preparo do chá, queima de incenso, shodô (arte da caligrafia) e ikebana.

Detalhes da programação

Abrem a programação de dança tradicional japonesa a peça “Rikka” (Neve) e a cerimônia do chá.

Uma mulher dorme solitária numa noite em que a neve cai. Dança triste recordando o amado de quem se separou. A mulher já deveria estar resignada, mas ainda sofre, lamentando os problemas da vida.

Esta dança jiutamai “Yuki – Neve” é acompanhada da cerimônia do chá com os utensílios de chá que são transportados numa caixa de madeira laqueada e faz menção ao tema da dança.

Esta apresentação terá a participação da grão-mestre da Escola Ikeshiba de Dança Japonesa, Midori Ikeshiba, e do mestre do Centro de Chadô Urasenke do Brasil, Sôkei Hayashi.

A segunda apresentação chama-se “Flor, Carvão, Incenso”, uma das Sete Cerimônias Shichijishiki.

As Sete Cerimônias Shichijishiki foram criadas com a finalidade de treinar e aperfeiçoar o espírito do Chadô (caminho da cerimônia do chá).

Nesta edição será apresentada somente a primeira parte de uma destas cerimônias, chamada Shaza, em que os convidados são responsáveis por fazer os arranjos de flor, colocar os pedaços de carvão para o preparo do chá e queimar o incenso. Após esses preparativos é que o anfitrião inicia o efetivo preparo do chá.

Na programação, após a queima do carvão, iniciará a leitura do Sutra do Coração da Grande Sabedoria Perfeita pelo Dôsho Saikawa / Yoshiki Tahara do Templo Bushunji, sede da Missão Soto Shu para América do Sul.

Participam deste ritual o prof. Sôichi Hayashi, Sosho Takahashi, Sôe Matsushita, Kaoru Suzuki e Reiko Yanagidate.

Na sequência haverá a demonstração de Shodô (caligrafia japonesa). Esta arte da composição de traços e pontos, geralmente escrita em pincel sobre papel washi com tinta sumi (à base de carvão), será apresentada pelo mestre Gissem Kobayashi, que ministra aulas na Associação Centro Social Ibaraki do Brasil.

Na ocasião, o mestre Kobayashi, juntamente com três auxiliares, estará fazendo a demonstração de shodô em papel de três metros de comprimento.

Encerra essa série de atividades a demonstração de ikebana com mestres de várias escolas.

O evento “Hana – A flor e seus Encantos”, realiza-se no dia 21 de março, das 14h às 18h, no Grande Auditório do Bunkyo (Rua São Joaquim, 381 – térreo – Liberdade – São Paulo – SP). Entrada franca.

Confira o calendário de eventos completo