Lançamento de livro: a imigração japonesa em prosa e poesia

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

a barca vazia taro matsuiNeste sábado, dia 17 de outubro, o lançamento de dois livros focados no tema da imigração japonesa movimentam os aficionados em literatura.
O evento acontece no 9º andar do Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil, e está sendo promovido pelo Grupo Editorial Escrituras e a Associação Cultural e Literária Nikkei Bungaku do Brasil.

Estarão sendo lançados os livros: A Barca Vazia, de autoria de Taro Matsui, com tradução para o português de Lídia Ivasa, e Canção da Terra Natal – Waga Furusato no Uta, de autoria de Teruko Oda, em língua portuguesa e japonesa, com tradução para o japonês de Michiyo Nakata.

O cotidiano dos imigrantes japoneses

Taro Matsui, nasceu na cidade de Kobe, Japão, em 1917, e juntamente com a família emigrou ao Brasil aos 19 anos de idade. Trabalhou como agricultor no interior do Estado de São Paulo, mudando-se para Mogi das Cruzes e posteriormente para cidade de São Paulo.

Ávido leitor da literatura japonesa, era frequentador habitual das livrarias do bairro da Liberdade. Atualmente, com 98 anos, continua a escrever em língua japonesa, retratando em suas obras o cotidiano do Brasil.

Entre as suas publicações está o livro Utsurobune, editado em agosto de 2010, em língua japonesa, pela Editora Shoraisha/Kyoto. E é exatamente essa obra que foi traduzida para o português sob o título de A Barca Vazia.

Matsui também publicou, em julho de 2012, o livro Tooi Koe, em japonês, pela Editora Shoraisha/Kyoto.

O livro A Barca Vazia (Utsurobune) retrata a adaptação do imigrante japonês na sociedade brasileira, apresentando como característica principal a vida cotidiana, suas aventuras e desventuras, na convivência com os nativos em diversas localidades do Brasil. Trata-se de um relato, do ponto de vista do imigrante japonês, tentando se tornar brasileiro.

“A leitura deste livro traduzido para a língua portuguesa é essencial para os descendentes de japoneses radicados no Brasil, bem como para os brasileiros, poderem assimilar e compreender o ponto de vista do imigrante japonês em tornar se brasileiro”, destaca Kenji Takemoto, presidente da Associação Nikkei Bungaku do Brasil.

A poesia de Teruko Oda

cancao da terra natal teruko odaAs recomendações para o lançamento de autoria de Teruko Oda, Canção da Terra Natal – Waga Furusato no Uta, vêm assinadas por dois especialistas: Monica Martinez, blogueira de haicai, e Paulo Franchetti, professor titular do departamento de Teoria Literária da Unicamp.

A primeira, escreve: “fiquei encantada com este livro que emprega o gênero haibun, estilo de composição literária que combina texto em prosa com poesia”. Conta que, “a princípio, até Teruko, começa tímida com a prosa, que logo engrena e por meio dela, entremeada de belos haicais, ficamos sabendo não apenas sobre sua vida, mas também a história da implantação do haicai no país”.

Já o professor Franchetti declara: “Várias vezes, na leitura fiquei comovido. Primeiro, pela beleza pungente de muitos haicais e outros tantos trechos de prosa, que formam com eles um conjunto harmônico, de extrema delicadeza. Depois, porque este livro representa um momento de apogeu no processo de aclimatação do haicai à língua portuguesa e à literatura brasileira (…)”.

E é Mônica quem apresenta a autora, Teruko Oda, como a maior haicaista brasileira desta modalidade de haicai brasileiro inspirada nos clássicos japoneses.

O lançamento Waga Furusato no Uta é a 2ª edição, agora bilingue, do título original Furusato no Uta (Escrituras, 2010). O texto foi parcialmente publicado pela Editora da UNESP/Assis, em 2008, em Cem anos de Imigração Japonesa no Brasil: História, Memória e Arte.

Serviço:
Lançamento dos livros
Canções da Terra Natal / Waga Furusato no Uta, de Teruko Oda
A Barca Vazia, de Taro Matsui
Dia/hora: 17 de outubro de 2015, sábado, das 14h às 17h
Local: Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil
Rua São Joaquim, 381 – 9º andar – Liberdade – São Paulo – SP

 

Teruko Oda e sua atuação junto ao haicai

Teruko Oda, professora e poeta, autora de dez obras individuais, seis em coautoria, participação em dezenas de publicações no Brasil e no exterior; é a atual orientadora do Grêmio Haicai Ipê de São Paulo. É uma das fundadoras (agosto de 1995) do Grêmio de Haicai “Caminho das Águas” de Santos (SP), onde exerceu a função de coordenadora e orientadora por mais de uma década.

Uma das fundadoras (outubro de 1993) do Grupo de Renku Caleidoscópio (SP) idealizado por seu mestre H. Masuda Goga, cujo objetivo é o estudo e a prática do haicai encadeado em língua portuguesa.

Há 14 anos, organiza e coordena as várias etapas do Concurso Brasileiro de Haicai Infanto Juvenil, evento anual idealizado pelo Grêmio Haicai Ipê, de São Paulo, destinado a alunos do ensino Fundamental e Médio de todo o país. Relatórios, relação de classificados e detalhes se encontram disponibilizados em http://www.kakinet.com/concurso.

Coordenadora da etapa brasileira do World Children’s Haiku Contest, concurso mundial de haiku para crianças: realização da JAL Foundation Tokio, sob copatrocínio da empresa aérea Japan Airlines International e apoio da UNICEF (evento bi anual destinado a estudantes de todos os continentes com idade inferior a 14 anos). Relatórios, relação de classificados e detalhes se encontram disponibilizados em http://www.kakinet.com/concurso e
http://www.jal-foundation.or.jp/002sekai/003sekaisa/13th/world.html.

Autora de Janelas e tempo, com selo do Programa Nacional do Livro Didático, a obra foi adotada pelo governo do Estado de São Paulo por meio da Secretaria da Educação e Cultura, em 2004, tendo sido distribuídos cerca de 1.500 exemplares às escolas da rede estadual de ensino.

Em 2009 o livro foi aprovado pelo MEC e incluído no Programa Nacional da Biblioteca Escolar por meio do Fundo Nacional para o Desenvolvimento da Educação, tendo sido distribuídos cerca de 28 mil exemplares às bibliotecas escolares de todo o país.

Natureza – Berço do Haicai, organizado a quatro mãos com seu mestre H. Masuda Goga é obra de referência para os praticantes de haicai em língua portuguesa, no Brasil. Contem cerca de 1.400 verbetes (kigos) classificados por estações, com pequeno texto explicativo e haicais que exemplificam seu uso no poema.

Na revista A Dozen Tongues, publicação da Red Moon Press e World Haiku Association, 2001 (Winchester, VA, USA), Teruko Oda representa o Brasil e a língua portuguesa. Verbete nº 1305 no Dicionário Crítico de Escritoras Brasileiras, organizado pela Profa. Doutora Nelly Novaes Coelho da Universidade de São Paulo.

No intuito de divulgar o haicai em língua portuguesa, contribui para a formação de novos grêmios de haicai pelo país. Sob sua orientação e apoio, foram fundados grêmios em Irati, Cornélio Procópio e Bandeirantes, todos no Estado do Paraná. E no Rio de Janeiro, na capital e na cidade de Magé.

Visando sensibilizar principalmente o público jovem, colabora na realização de concursos internos em instituições de ensino, ministra palestras e oficinas em escolas e entidades culturais.

Michiyo Nakata e sua atuação literária

Michiyo Nakata foi professora de língua japonesa, tradutora e ensaísta e atualmente é redatora-chefe do Brasil Nikkei Bungaku.

Em 2006, foi vencedora do 8º Concurso Literário Uchida Hyakken (Japão), categoria “Ensaio”, com a obra A minha Kurashic (Watashino Kurachikki) e do Prêmio Literário da Colônia Japonesa com essa mesma obra.

Tem as seguintes publicações conjuntas: em 2006, Contos e Lendas do Folclore Brasileiro, Vol.1-2 (bilíngue), editora Internacional Press Japan Co e A minha Kurashic (Watashino Kurachikki), vencedora do Prêmio Uchida Hyakken, “Coleção de Obras Premiadas”, Província de Okayama; em 2007, História das Mulheres Imigrantes no Brasil, Editora Mainichi Shimbun; em 2008, História do Ensino da Língua Japonesa no Brasil, edição bilíngue, Editora Unicamp; em 2010, Centenário da Imigração Japonesa no Brasil, Parte 3 – Vida e Cultura 1, editora Fukyo-sha e, em 2013, Centenário da Imigração Japonesa no Brasil, Parte 3 – Vida e Cultura 2, editora Topan Press.

Confira o calendário de eventos completo