O emocionante sucesso do show Saá Hajimeyou

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

5237Na tarde do último domingo, dia 11 de setembro, cerca de 800 pessoas estiveram no Grande Auditório do Bunkyo para participar da 1ª edição do projeto Sáa Hajimeyou promovido pela cantora japonesa Mariko Nakahira.

Entre aqueles que se apresentaram no palco ou que vieram para assistir ao espetáculo, bem como os envolvidos na organização, havia um sentimento mútuo: gratidão a Mariko Nakahira que, há 13 anos, viaja do Japão para o Brasil para, voluntariamente, cantar nas comunidades nikkeis de todo o país e de vários outros locais da América Latina.

Esse sentimento, ao mesmo tempo, ecoa em várias direções e produz novos envolvimentos de participantes e apoiadores. Foi o que aconteceu com a construção do Espaço Cultural Bunkyo que, neste momento, tem suas obras paradas devido à falta de recursos financeiros.

Atenta às realizações do Bunkyo, Nakahira se solidarizou com o futuro desse Espaço e concebeu o Saá Hajimeyou buscando apoio de vários artistas e grupos da área cultural, bem como de líderes e empresários nikkeis.

5013A par disso, a cantora também fez valer de seus conhecimentos adquiridos ao longo de sua carreira para colocar em prática um show em que as atrações se encadeassem umas na outras, como numa corrente, reforçando a proposta fundamental do evento. Ou seja, buscar recursos para as obras (nesse sentido, até cada um dos artistas contribuiu com o equivalente ao valor do ingresso); o objetivo era o de criar e fortalecer a união para a preservação do legado dos pioneiros.

Pontualmente, às 13h, as cortinas se abriram para as batidas cadenciadas do grupo de taiko Keindaiko que, na terceira música, dividiu o palco com as senhoras e senhores do Coral Miriam Otachi. Novamente, a quarta música foi dividida com o cantor-dançarino Takeshi Nishimura e, na sequência, vieram as dançarinas nattori do Hanayagui Ryu Kinryukai.

Para a plateia, acostumada com os intervalos entre as apresentações, essa novidade do encadeamento de uma atração a outra foi capaz de criar um envolvimento muito positivo de todos – e valorizar criativamente cada uma das apresentações, bem como a escolha das músicas.

Certamente, esse formato trouxe mais exigências (e tensão!) aos organizadores, operadores de som e responsáveis pelo andamento do palco. O desafio parecia enorme, mas nem por isso impossível.

No final do primeiro bloco, o demorado aplauso da plateia sinalizava que a metade do desafio tinha sido cumprida com sucesso.

No intervalo, uma atração especial – quatro alunos da professora Yoko Donai, integrantes do Horin Seinen kai de Lins (SP) apresentaram-se pela primeira vez no palco do Grande Auditório, arrancando calorosos aplausos.

5202O segundo bloco começou com Karen Ito cantando “Kawa no nagare no you ni”, com a coreografia das professoras do Hanayagui Ryu Kinryukai. Na quarta música, a cantora dividiu o palco com as integrantes da Associação Kenko Taissô do Brasil que, por sua vez, ocupou o palco e os corredores do auditório.

Os exercícios cadenciados do Kenko Taisso se encaixaram às batidas tradicionais do grupo de taiko Requios Gueinobu Dokokai Eisa Taiko. E essa energia deu lugar à voz de Mariko Nakahira, que emendou com o vibrante tsugaru shamisen de Yuzo Akahori. Ao final, como num círculo virtuoso, voltou ao palco, novamente, o Keindaiko (responsável pela abertura do show).

Ao contrário de outros eventos, as saudações das autoridades foram deixadas para o encerramento. O cônsul-geral do Japão, Takahiro Nakamae, disse estar muito emocionado e elogiou o título “Saá Hajimeyou”, que adota uma postura de “não olhar para trás, ter os olhos voltados para o futuro, fizemos este primeiro e logo virá o segundo, o terceiro”.

Já a presidente do Bunkyo, Harumi Arashiro Goya, disse que tem acompanhado a produção do “Saá Hajimeyou” desde meados de julho e que estava cheia de expectativas, principalmente depois de ter acompanhado o ensaio geral três dias antes. “No entanto, vocês superaram em muito essa minha expectativa”, disse, destacando que estava “muito emocionada com a energia de todos”, como também, “sentada aqui, na plateia, aprendei muito com vocês”.

Todos prontos para o grand finale de “Ipê Ondo”, música de Mariko Nakahira, no Grande Auditório. Foi um momento explícito de muita emoção e gratidão, tanto da cantora Mariko e equipe envolvida na organização do evento, quanto do público em geral.

Um final com muita alegria e de expectativa para o próximo “Saá Hajimeyou”.

{gallery}noticias/2016/setembro/saa_hajimeyou/evento::::0{/gallery}

Confira o calendário de eventos completo