Associação Nipo-brasileira de Roraima recebe recursos do Japão para construir centro de cultura japonesa

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

DSC02525No dia 16 de novembro, no Consulado Geral do Japão em Manaus, foi assinado um contrato de doação em prol do Projeto de Construção do Centro Cultural da Associação Nipo-brasileira de Roraima (ANIR), com a presença do cônsul-geral do Japão em Manaus, Takahiro Iwato, e da presidente da ANIR, Elizabeth Mitie Fukuda.

Segundo o cônsul-geral Takahiro Iwato, “o Governo do Japão vai canalizar a doação financeira de importância de US$ 83.224, pelo Programa de Assistência para Projetos Comunitários de Cultura” e a doação deverá ser depositada na conta da Associação já nas próximas semanas. “O Centro Cultural vai servir como um polo da cultura japonesa naquele estado, oferecendo várias oportunidades culturais e educacionais em prol do bem-estar social do povo roraimense”, destaca o cônsul.

A imigração japonesa em Roraima iniciou em 1955, mas foi em junho de 2008, em plena comemoração do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil, que a comunidade nikkei de Roraima, composta por mais de 100 famílias, fundou a ANIR – Associação Nipo-brasileira de Roraima (e pela primeira vez na história do estado foi realizada a Semana da Cultura Japonesa).

Já em fevereiro de 2009, a ANIR (até hoje sem sede própria) criou o IRCJ – Instituto Roraimense de Cultura Japonesa, que desde então funciona na Faculdade Roraimense de Ensino Superior, e vem oferecendo aulas do idioma japonês à comunidade roraimense com uma média de 40 alunos, onde a grande maioria (80%) são não descendentes, além de outras atividades como oficina de origami e culinária japonesa.

A assinatura do documento em Manaus foi “um momento muito especial. Os imigrantes pioneiros, desde cedo sonharam com a construção desse centro cultural. Muito especial também para toda a comunidade roraimense que terá um local de referência e agora saberão onde buscar a cultura japonesa”, ressalta a presidente Elizabeth.

Construído em uma área de 3 mil m2 doado pela prefeitura de Boa Vista (RR), o Centro Cultural terá uma área total de construção de 188,75㎡ e contempla duas salas de aula, um hall, uma secretaria e três banheiros. No local também será instalada a sede da ANIR, que se responsabiliza pela construção do próprio prédio.”

A previsão é que as obras do Centro Cultural iniciem no próximo mês e que tudo esteja pronto até o primeiro semestre de 2017.

Confira o calendário de eventos completo