Indicação de candidatos ao 48º Prêmio Kiyoshi Yamamoto

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

premio kiyoshi yamamotoAté o dia 26 de junho, as entidades representativas dos produtores e da comunidade nipo-brasileira poderão indicar pessoas e instituições que prestaram relevantes contribuições ao Brasil nas áreas de produção vegetal, produção animal, ensino, pesquisa, fomento, inovação e difusão de técnicas agropecuárias, bem como ações comunitárias e sociais, para serem homenageadas com o Prêmio Kiyoshi Yamamoto 2018.

Instituído em 1965 pela Associação Brasileira de Estudos Técnicos da Agricultura (ABETA), o Prêmio Kiyoshi Yamamoto (PKY) é um dos prêmios mais tradicionais do setor agrícola do Brasil. Desde 1999, é promovido pela Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social (Bunkyo), já tendo premiado 157 pessoas e instituições.

Como fazer a indicação de candidatos

A indicação de candidatos ao Prêmio é feita por pelo menos duas entidades e ou instituições, sendo uma delas do local onde atua (ou atuou) o indicado. Além disso, deve levar em conta os seguintes critérios de mérito definidos pela Comissão do Prêmio Kiyoshi Yamamoto:

1. Inovação tecnológica;
2. Originalidade e pioneirismo;
3. Capacidade multiplicadora dos resultados;
4. Sucesso econômico e financeiro;
5. Respeito ao meio ambiente e
6. Atuação na comunidade regional e contribuição à sociedade.

Em particular, o candidato da área de produção (animal ou vegetal) deve desenvolver sua atividade de modo sustentável, nas dimensões econômica, ambiental e social e segundo os atributos de:

1) produtividade, para garantir a rentabilidade do produtor e a demanda de uma população crescente;
2) equidade, para assegurar uma distribuição mais justa dos benefícios da agropecuária por produtores com maior capacidade de autogestão e melhor organização, em especial na fase de comercialização;
3) resiliência, para permitir ao sistema uma recuperação mais rápida após incontroláveis estresses nos processos de produção (p.ex., clima) e comercialização (p. ex., crises econômicas e importações) e
4) estabilidade, para que as características do sistema possam ser mantidas ao longo do tempo.

A carta de indicação deve incluir, além da descrição dos méritos acima, as seguintes informações dos candidatos:

1. Data e local de nascimento (se for issei, a província do Japão);
2. Estado civil, nome da(o) cônjuge, filhos;
3. Nível de escolaridade (se graduado, nome e local da escola);
4. Local de residência (município e Unidade da Federação);
5. Tamanho da propriedade (em hectares);
6. Atividades agrícolas (culturas) e ou pecuárias (criações);
7. Atividades comunitárias (cooperativas, entidades de classe, etc.) e
8. Prêmios e homenagens recebidas.

O prazo de entrega das indicações será até 26 de junho de 2018. A seleção dos candidatos é feita pela Comissão do Prêmio Kiyoshi Yamamoto, em duas ou três etapas, para avaliação dos méritos e votação final.

Mais informações: (011) 3208-1755, com Edna Sato ou e-mail: evento@bunkyo.org.br

Endereço para correspondência:

Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social
Comissão do Prêmio Kiyoshi Yamamoto
Rua São Joaquim, 381 – Liberdade
CEP 01508-900 – São Paulo – SP

Cerimônia de premiação: 9 de novembro (sexta-feira), na sede da Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social – Bunkyo.

Confira o calendário de eventos completo