Hakujusha, uma homenagem à vida

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

2Na manhã do último dia 30 de junho, um público especial lotou o Salão Nobre do Bunkyo. Cerca de 300 pessoas estiveram reunidas para prestar homenagem às 39 pessoas na cerimônia Hakujusha (pessoas com 99 anos de idade ou mais), um dos eventos alusivos ao aniversário da imigração japonesa.

Anteriormente realizado durante o Festival de Música e Dança Folclórica Japonesa (Gueinosai), neste ano, o evento aconteceu de forma independente e com horário de início mais tarde (10h).

Dos 39 hakujusha, 20 compareceram pessoalmente para receber sua homenagem, trazendo consigo parte de seus familiares e amigos, valorizando sobremaneira este momento de celebração à vida e à longevidade de cada um.

Torcer pelo “odiitian”, ou “obaatian”, transformado em protagonista da homenagem e compartilhar esse momento auspicioso foi a pauta emocionante desta cerimônia.

4-4Muitos deles, no palco, ao ter seu nome chamado, esforçaram-se para demonstrar gratidão à homenagem e corresponder às expectativas das famílias.

Yoshie Hagihara, nascida em 1920, na província de Kumamoto, ao receber seu diploma, acenou para o público demonstrando sua alegria pela homenagem, gesto retribuído com palmas, acenos e sorrisos.

24-3Sachie Oki, a terceira mais idosa, com 100 anos de idade (a mais idosa foi Asako Suzuki, de 101 anos, nascida na província de Yamaguchi), também abriu os braços num gesto de agradecimento a todos. Bastante aplaudida pela acolhedora plateia. Detalhe: não precisou de bengala para se levantar da cadeira e caminhar até o centro do palco para receber, orgulhosa, o seu diploma.

Aliás, sua companheira de palco, Hissae Nichii, de 100 anos, natural da província de Hiroshima, também dispensou o auxílio da bengala.

Já Keiko Nishitani, com forte aperto de mão demonstrou saudável energia agradecendo de viva-voz a presente homenagem.

Já a nissei, Ioshico Gushi Takaesu, nascida em Promissão, ganhou a homenagem explícita: “linda, linda”, foram os gritos dos familiares.

16-4A outra nissei, Kazuo Kawaguti, nascida em Lins, com o diploma nas mãos, com toda razão, exibiu-o como um merecido troféu!

Tsukasa Kawanaka, com dificuldade para levantar da cadeira, contou com a ajuda do companheiro centenário ao lado, Katsuhiro Takahara. Aliás, na sua vez, Takahashi levantou-se e caminhou até o centro do palco. Como um jovem senhor, provocando a manifestação de admiração de todos.

Após a entrega pessoal das homenagens (diploma, lembrança e um envelope com determinada quantia em dinheiro), foram chamados ao palco cada um dos representantes dos Hakujusha que não puderam comparecer à cerimônia.

Yoko Hirao, natural da província de Yamagata e residente em São Paulo, representando os Hakujusha, agradeceu pela “maravilhosa homenagem”, bem como “o privilégio de estar viva”.

Fotos: Marcel Uyeta

{gallery}noticias/2019/junho/hakujusha:::0:2{/gallery}

Confira o calendário de eventos completo   

MAIS NOTÍCIAS

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *