CERIMÔNIA DE OUTORGA DO 49º PRÊMIO KIYOSHI YAMAMOTO

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Foi realizado, no dia 8 de novembro, às 19h, no Salão Nobre do Bunkyo, a 49ª edição da Cerimônia de Outorga do Prêmio Kiyoshi Yamamoto. O prêmio, que presta homenagem a pessoas que contribuíram para o desenvolvimento da agricultura, seja como produtor rural ou pesquisador, é considerado um dos mais tradicionais do setor agrícola no Brasil.

comissao

A primeira edição da era Reiwa contou com cerca de 100 pessoas que vieram para prestigiar os homenageados: Elliot Watanabe Kitajima, Tamio Sekita, Masatoshi Otani e Walter Toshio Saito. Entre os presentes, estavam Naoki Nakano, vice-cônsul do Consulado Geral do Japão em São Paulo, Eduardo Yoshida, presidente da Aliança Cultural Brasil-Japão, Akira Kawai, vice-presidente da Federação das Associações de Províncias do Japão no Brasil (Kenren), Jorge Yamashita, vice-presidente da Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e Assistência Social (Bunkyo) e Marta Yamamoto, representante da família de Kiyoshi Yamamoto.

izumi

Na abertura, Kunio Nagai, presidente da Comissão do Prêmio Kiyoshi Yamamoto, fez um breve histórico de cada homenageado e discorreu sobre suas especialidades. Destacou que Elliot Watanabe Kitajima é um dos pioneiros no uso do microscópio eletrônico, enquanto Tamio Sekita é no desenvolvimento da agricultura no Cerrado. Ressaltou também a qualidade dos produtos de Masatoshi Otani e a “proeza” de Walter Toshio Saito de ser conhecido como o “rei da cebolinha” no Japão.

Jorge Yamashita, vice-presidente do Bunkyo, em sua saudação, salientou o espírito empreendedor presente em todos os quatro homenageados, que, apesar dos desafios, conseguiram identificar lacunas no mercado e investir nisso sem medo. Além disso, destacou a importância de sonhar – “Você é do tamanho do seu sonho”.

Em seus agradecimentos, Kitajima declarou sua felicidade em ser homenageado e reconhecido em um prêmio voltado para a comunidade nikkei, com a qual sua mãe tem uma forte ligação.
Sekita, em sua fala, também lembrou de seus pais e destacou sua dedicação em transformar o seu trabalho em algo relevante à sociedade e o apoio que recebeu durante sua trajetória.

Já Otani, em seu discurso em japonês, disse que estava surpreso em receber o prêmio e o dedicou aos mestres, amigos e a população de Mossoró (RN). Além disso, enviou uma mensagem aos jovens para pensarem, agora, no futuro do Brasil.

Por fim, Saito, agradeceu pelo reconhecimento mesmo estando no Japão e falou de suas dificuldades no país, para onde foi, a princípio, como dekassegui, sendo que hoje, administra empresas nas áreas agrícola, educacional e industrial.

No fechamento, Izumi Honda, membro da Comissão do Prêmio Kiyoshi Yamamoto, agradeceu a participação de todos e comemorou o sucesso desta edição. Salientou, ainda, que, como, este ano, recebeu o maior número de indicações dos últimos sete anos, os candidatos do ano de 2019 terão a chance de serem escolhidos no ano de 2020. Ao final, houve a apresentação de todos da Comissão no palco do Salão.

Confira o calendário de eventos completo