Homenagem aos Condecorados de Outono 2019: Os elos do intercâmbio Brasil-Japão

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Homenagem aos Condecorados de Outono 2019, no Espaço Multiuso do Bunkyo

Na noite do último dia 17 de fevereiro, representantes da comunidade nipo-brasileira viveram uma solenidade de brilho raro na homenagem aos Condecorados de Outono 2019.

Foi uma ocasião especial não somente por reunir numerosas autoridades – homenageados e convidados –, como também pelas emocionadas manifestações dos condecorados, arrancando calorosos aplausos da plateia formada por mais de 200 pessoas.

Os protagonistas da cerimônia: o jurista e embaixador Rubens Ricupero, condecorado com o Grande Cordão da Ordem do Sol Nascente; ex-ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Roberto Rodrigues com a Ordem do Sol Nascente, Estrela de Ouro e Prata; presidente do Conselho de Administração do Banco Bradesco Luiz Carlos Trabuco Cappi com a Ordem do Sol Nascente, Raios de Ouro com Laço; jurista Kiyoshi Harada com a Ordem do Sol Nascente, Raios de Ouro com Laço; presidente da Federação de Sakura e Ipê do Brasil Pedro Yano com Ordem do Sol Nascente, Raios de Ouro e Prata.

Entre os agraciados (considerado condecorado japonês), também o Professor Doutor Masato Ninomiya, com a Ordem do Tesouro Sagrado, Raios de Ouro com Laço.

Reunido no amplo salão do Espaço Multiuso Bunkyo, os condecorados, familiares, amigos e representantes das entidades nipo-brasileiras tiveram a oportunidade de confraternizar-se tranquilamente – a chuva torrencial provocou atraso no início da cerimônia em cerca de 40 minutos.

O dispositivo de honra foi formado com os presidentes das cinco entidades nipo-brasileiras (Bunkyo – Renato Ishikawa, Enkyo – Akeo Yogui, Kenren – Yasuo Yamada, Câmara de Comércio e da Indústria Japonesa – Toshifumi Murata e Aliança Cultural Brasil-Japão – Eduardo Yoshida), o Cônsul-Geral Adjunto Akira Kusunoki e os seis condecorados acompanhados de suas esposas.

Presidente Ishikawa: elos do multifacetado intercâmbio 

Renato Ishikawa, presidente do Bunkyo, saudação representando as entidades nipo-brasileiras

“Nesta noite, estamos diante dessas eminentes personalidades que representam os elos desse intercâmbio multifacetado entre os dois países”, afirmou o presidente do Bunkyo, Renato Ishikawa, ao saudar os homenageados representando as entidades nipo-brasileiras.

Referiu-se ao grande número de medalhas que foram concedidas no passado aos imigrantes e, atualmente, doadas ao Museu Histórico da Imigração Japonesa pela geração dos netos ou bisnetos. “A maioria delas está gasta pela ação do tempo e pela terra vermelha das frentes de colonização”, descreveu o presidente Ishikawa, para ressaltar que estiveram guardadas por tantos anos e testemunham “o profundo significado para a existência de cada um dos condecorados” – acrescenta: “mais do que uma simples medalha, ela deu brilho e o diferenciou dos demais pelo reconhecimento de um país ao seu esforço e dedicação”.

Mesmo a modernidade dos tempos atuais, continua, “não foi capaz de ofuscar o brilho e a emoção de ser contemplado com esta condecoração”. E ressaltou, “é com esse mesmo sentimento e com elevada honra, que, nós, representantes das entidades nipo-brasileiras, recebemos estas autoridades, agora condecoradas pelo Japão, para homenageá-las”.

Cônsul-Geral Adjunto Akira Kusunoki, saudação e destaque aos méritos dos condecorados

O Cônsul-Geral Adjunto Akira Kusunoki, representando o governo japonês, fez a leitura dos méritos de cada um dos condecorados. E, ao final, lembrou que, neste ano, completam-se 125 anos do estabelecimento das relações diplomáticas entre o Brasil e Japão. Para tanto, afirmou, “acredito que a construção e a manutenção dessa amizade foram possíveis, primeiramente, graças às atividades dos condecorados de hoje e a todos os senhores aqui presentes que envidaram o seu esforço em seu cotidiano”.

Após as saudações dos anfitriões, seguiram-se as manifestações dos homenageados. O silêncio da plateia só foi quebrado diversas vezes pelos aplausos. Autoridades e convidados sentiram-se contagiados, e também homenageados, pelas eloquentes saudações dos condecorados.

Pedro Yano, presidente da Federação de Sakura e Ipê do Brasil, o primeiro a saudar, destacou sua gratidão aos antepassados, pioneiros, amigos e associados. (Veja mais detalhes de sua saudação)

O Prof. Dr. Masato Ninomiya, emocionado, relacionou os motivos de sua gratidão para concluir: “Tudo que sou devo aos outros”. (Veja mais detalhes de sua saudação).

O jurista Kiyoshi Harada iniciou sua saudação agradecendo ao governo japonês pela condecoração “tão dignificante e honrosa”. (Veja mais detalhes de sua saudação).

O Presidente do Conselho de Administração do Banco Bradesco, Luiz Carlos Trabuco Cappi, referiu-se ao relacionamento com a comunidade japonesa da região de Marília, na época de fundação do Bradesco, para ressaltar a palavra “sugoi” e a expressão “gambatte kudasai”. (Veja mais detalhes de sua saudação).

O ex-ministro Roberto Rodrigues exaltou as velhas amizades (de 60 anos!) que o fez aproximar e admirar ainda mais o Japão. (Veja mais detalhes de sua saudação)

Rubens Ricupero, jurista e diplomata, afirmou ter ficado impressionado com a homenagem da comunidade – que considerou incomum. Falou sobre a preservação da cultura e o fascínio sobre as qualidades do Japão. (Veja mais detalhes de sua saudação)

Após as saudações, as esposas dos condecorados foram homenageadas com buquê de flores e a solenidade encerrou-se com um jantar de confraternização.

Confira o calendário de eventos completo