Nota de falecimento de Masatake Suzuki

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Faleceu, na manhã do último dia 18 de abril, o Sr. Masatake Suzuki, aos 88 anos de idade.

No último final de janeiro, Suzuki foi hospitalizado após sofrer um derrame cerebral. Após alta hospitalar continuava o tratamento médico em sua residência, vindo a falecer em decorrência de um ataque cardíaco.

Masatake Suzuki deixa viúva Sumako Inayoshi Suzuki e os filhos Seiiti, Ângelo Juniti e Márcio Shuiti e os netos Humberto Masao, Augusto Akira e Cristina Kaori.

Como o funeral foi restrito à família, está sendo planejada uma reunião de despedida após o término do isolamento social provocado pelo novo coronavírus.

Caso desejem entrar em contato com o JINMONKEN (Centro de Estudos Nipo-Brasileiros), solicita-se enviar mensagem para e-mail: contato@cenb.org.br.

Masatake Suzuki nasceu em 1932, na cidade de Qingdao, província de Shandong, China. Ao término da Segunda Guerra, mudou-se para o Japão, formou-se na Faculdade de Ciências Políticas e Economia da Universidade de Waseda (1956) e emigrou-se para o Brasil em 1959 a bordo do Argentina-Maru.

No Brasil, atuou junto à empresa da família (do irmão mais velho, Masamitsu Minemura) voltada à importação do Japão de livros, material didático, dicionários, tinta para pintura, entre outros itens. Em 1992, mudou-se para a China, na cidade onde nasceu (Qingdao), para gerenciar a empresa de máquinas para indústria de alimentos da família. Ao retornar em 1998, aposentou-se e passou a dedicar às atividades junto ao JINMONKEN.

Antes disso, paralelamente às atividades profissionais, participou de várias entidades culturais: foi diretor executivo do Comitê de Prática Japonesa de Livros Didáticos, diretor executivo da Sociedade Japonesa para a Difusão da Língua Japonesa e diretor da Aliança Cultural Brasil-Japão.

Desde 1998, atuava no JINMONKEN (Centro de Estudos Nipo-Brasileiros) como diretor, consultor e conselheiro do. Além de desenvolver suas próprias pesquisas, esteve envolvido na divulgação de estudos sobre a vida social dos imigrantes e estudos e pesquisas da sociedade japonesa.

Sempre preocupado com o futuro do JINMONKEN (cujas atividades iniciaram em 1946, sempre voltadas aos estudos da imigração japonesa no Brasil), exerceu um papel fundamental no desenvolvimento de jovens pesquisadores, dando grande contribuição à continuidade da entidade.

Publicou uma série de artigos e ensaios, e sua obra de destaque foi Suzuki Teiichi: Burajiru nikkei shakai ni ikita kisai no shogai (Teiiti Suzuki: a vida de um gênio que viveu em uma sociedade nipo-brasileira)”, publicada em julho de 2007. A publicação trata sobre a trajetória do professor e advogado Teiiti Suzuki, que veio para o Brasil (pela segunda vez, a definitiva) em 1930 e formou-se em Direito pela Universidade de São Paulo. Teiiti Suzuki é também o criador do Centro de Estudos Japoneses da USP.

Em 2008, ano comemorativo ao Centenário da Imigração Japonesa, o livro recebeu o Prêmio Literário Colônia promovido pelo Bunkyo. De acordo com o presidente da comissão julgadora, Issamu Endo, a obra “supera de longe, todas as outras (concorrentes, publicadas em 2007) seja pela sua estrutura como pelo estilo adotado”.

Esquerda Katsunori Wakisaka
Masatake Suzuki ao centro de terno cinza claro , no Museu da Imigração Japonesa
À direita diretora do Museu Lidia Yamashita

Fotos da Matéria: Hitoshi Matsuura

Confira o calendário de eventos completo