112º aniversário da imigração japonesa Em memória dos pioneiros e das vítimas do covid-19

Compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Um fato inédito no próximo dia 18 de junho, Dia Nacional da Imigração Japonesa no Brasil, data da chegada ao porto de Santos do Kasato Maru, navio com a leva dos primeiros imigrantes japoneses. Devido às restrições impostas pela pandemia e risco de contágio, o ofício budista em memória dos pioneiros da imigração japonesa será transmitido digitalmente.

É a primeira vez, nesses 62 anos, desde que esse ofício religioso passou a ser realizado em conjunto entre Bunkyo e a Federação Brasileira das Escolas Budistas – Butsuren, que os organizadores recorrem a esta alternativa. 

Este ano, com o Parque Ibirapuera fechado à visitação pública, a tradicional cerimônia do Ireihi junto ao Memorial em Homenagem aos Imigrantes Pioneiros Falecidos, promovida pela Federação das Associações de Províncias do Japão no Brasil – Kenren, não pode ser realizada. Assim, a entidade também participou da produção digital desse ofício budista.

A solenidade memorial coordenada pela Butsuren, que é presidida pelo bispo Chiko Tsukamoto, foi gravada em versão compacta, com duração de 40 minutos, e editada em bilíngue (japonês/português). 

A versão digital do ofício budista reúne uma série de imagens ressaltando a participação conjunta dos representantes das sete escolas budistas da Federação.

No início, no manifesto solene, o bispo Tsukamoto oferece as orações à memória dos imigrantes japoneses “que deixaram sua longínqua terra natal para se estabelecer em terras brasileiras”. E também à memória de todas as vitimas da crise do novo coronavirus, cuja morte “não há palavras suficientes para expressar nossa solidariedade a todos”.

Durante a entoação da canção “Kokoro Shizukani”, é apresentada uma série de imagens antigas da imigração japonesa.

Seguindo a tradição, as palavras de condolências reuniram manifestações de Renato Ishikawa, presidente do Bunkyo – Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social; cônsul-geral do Japão em São Paulo Yasushi Noguchi; Hiroshi Sato, representante chefe da JICA Brasil – Agência de Cooperação Internacional do Japão; Toshio Ichikawa, presidente do Kenren – Federação das Associações de Províncias do Japão no Brasil e Akeo Yogui, presidente do Enkyo – Beneficência Nipo-Brasileira de São Paulo.

Ao final, a mensagem que orientou essa produção: “unindo esforços para superar as dificuldades, para estarmos juntos no amanhã sorridente”.

Serviço:

A versão digital do “Ofício Budista em Memória dos Pioneiros da Imigração Japonesa e de Todas as Vítimas do Covid-19”, poderá ser acessada, no dia 18 de junho, a partir das 10h, pelo link https://www.youtube.com/watch?v=ne3bzGX0vkI&feature=youtu.be.

Interessados têm permissão para divulgar e exibir em suas entidades.

Confira o calendário de eventos completo   

MAIS NOTÍCIAS

3
Deixe um comentário

avatar
3 Comment threads
0 Thread replies
1 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
3 Comment authors
Jorge WatanabeYashiro YamamotoRicardo Mário Gonçalves Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Ricardo Mário Gonçalves
Visitante
Ricardo Mário Gonçalves

Está saindo muito bom! Parabéns aos organizadores e ministros oficiantes! NAMU AMIDABUTSU Gasshô!!

Yashiro Yamamoto
Visitante
Yashiro Yamamoto

Parabéns ao Bunkyo e Butsuren pela realização do Culto Budista em Memória dos Imigrantes Japoneses.
Yashiro Yamamoto

Jorge Watanabe
Visitante
Jorge Watanabe

Agradecemos a sensibilidade de memória e a lembrança para o povo integrado na comunidade nipo-brasileira para reforçar e manter a força recebida e preservar a sociedade humana preservada☮️🙏