JICA faz consignação de escâner para o Museu da Imigração Japonesa

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Da esquerda para direita: Renato Ishikawa, Hiroshi Sato, Lídia Yamashita e Roberto Nishio

Foi realizado no dia 28 de outubro, no prédio do Bunkyo, a cerimônia que selou o empréstimo do escâner alemão para grandes formatos OS12000, com a presença do representante-chefe da JICA Hiroshi Sato e da presidente da Comissão de Administração do Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil Lídia Reiko Yamashita.

O representante-chefe Sato manifestou sua expectativa de que os feitos dos imigrantes japoneses no Brasil sejam devidamente conservados, através desta consignação.

Renato Ishikawa ouve as explicações

O Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil está empenhado atualmente, em fortelecer vínculos com os responsáveis pelos diversos museus de imigração que existem no país, tendo o objetivo de conhecer e compartilhar os acervos. Dentre os documentos históricos os impressos são os que se deterioram mais rapidamente e era uma prioridade digitalizá-los para disponibilizar seu conteúdo sem necessidade de expor o original.

A digitalização de jornais de língua japonesa e publicações grandes não eram possíveis em equipamentos convencionais, e agora isto poderá ser feito com o valioso escâner de grande porte que foi cedido temporariamente.O período da consignação é de cinco anos.

Escâner que foi consignado

Neste Museu estão mantidos desde a primeira publicação em língua japonesa no Brasil, “Shukan•Nambei”até as produções mais recentes, formando um grande acervo de jornais, revistas e livros. Uma parte está arquivada em microfilmes, mas por não permitir uma fácil leitura, havia o desejo de digitalizar.

A presidente Lídia Yamashita agradeceu pelo empréstimo do equipamento de alta performance, destacando que a preservação dos documentos poderá ser feita com ainda mais eficiência.

O presidente do Bunkyo que mantém o Museu, Renato Ishikawa, também compareceu à cerimônia e fez o agradecimento, declarando que o escâner será bem utilizado para deixar um legado efetivo para as próximas gerações.

Hiroshi Sato e Renato Ishikawa com os documentos da consignação

Fonte:

https://www.nikkeyshimbun.jp/2020/201114-21colonia.html/amp

Confira o calendário de eventos completo