Novidades no Museu da Imigração Japonesa

Compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

O Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil prepara novidades em formato digital para seus visitantes que serão apresentadas a partir do próximo dia 23 de abril.

Trata-se do lançamento do Museu Virtual que está sendo acompanhado de uma programação que inclui sessões de workshops e de cinema e palestra.

O Museu que, nos anos anteriores passou por ampla modernização de seu espaço expositivo, participou do Edital Proac Expresso da Lei Aldir Blanc instituída pelo governo federal como uma das ações emergenciais destinadas ao setor cultural diante das restrições impostas pela pandemia.

Assim, com esses recursos, o governo estadual, por meio da Secretaria da Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, junto ao PROAC – Programa de Ação Cultural de São Paulo, criou uma série de ações medidas relacionadas ao pagamento emergencial para profissionais habilitados e recursos para projetos culturais aprovados e contratados.

O Museu da Imigração Japonesa se inscreveu na categoria “Projeto por Histórico do Museu de São Paulo”, conquistando a verba de R$ 40 mil reais, tendo sido classificado em 4º lugar entre os 23 projetos selecionados.

Inicialmente, a programação estava prevista para março último, a ser realizada de forma presencial.

No entanto, com o agravamento da pandemia e obrigatoriamente uma vez o fechamento dos equipamentos culturais, as ações foram postergadas para o mês de abril, desta feita em formato online.

As novidades do Museu

Lídia Yamashita, presidente da Comissão de Administração do Museu da Imigração Japonesa, anunciou que, no próximo dia 23 de abril, estará concretizando um sonho acalentado por todos: a estreia do Museu Virtual, a exemplo do que existe na maioria dos grandes museus do mundo.

Ela relata que o projeto do Museu Virtual foi executado pela empresa Conosenti Convergência, utilizando tecnologias mais avançadas de visitação online, com recurso 3D, direcionamento 360º e Zoom nas peças escolhidas. “Assim, de um lugar com internet disponível, o interessado poderá conhecer os três andares do Museu por meio do celular, tablet, computador ou notebook”, ressalta Yamashita.

Para comemorar o lançamento do Museu Virtual estão programados três eventos para a semana de 23 a 29 de abril, inclui as sessões online de workshop de origami com Thais Kato (jornalista, artista e empresária, possui empresa especializada em origami) e de shodô com Elcio Yoshitake Yokoyama (arquiteto e urbanista é discípulo do mestre de shodo Nampo Kurachi). Ambos são professores da Aliança Cultural Brasil-Japão.

No final de semana (de 23 a 25 de abril) será exibido o filme “Asian Three-Fold Mirror 2016: Reflections” (Espelho Triplo Asiático 2016: Reflexos), com legenda em português, numa copromoção com a Fundação Japão. Trata-se de uma produção coletiva por três diretores da Ásia – Brillante Ma Mendoza, Isao Yukisada e Sotho Kulikar. O filme reflete as vivências de pessoas que viajam entre o Japão e cada um dos três países asiáticos (Filipinas, Malásia e Cambodja).

A programação do Museu ainda inclui palestra com a professora Leiko Matsubara Morales (coordenadora e orientadora do Programa de Pós-Graduação em Língua, Literatura e Cultura Japonesa da USP). Ela abordará o tema: “Colonia-go, a língua híbrida usada entre os imigrantes japoneses do Brasil”.

De acordo com Yamashita, a programação de workshops, cinema e palestra encerra-se no dia 29 de abril, com exceção do Museu Virtual que estará disponível no site do Museu.

Acompanhe os detalhes da programação:

Além de percorrer os três andares do Museu da Imigração Japonesa no Brasil, o público também poderá assistir aos vídeos e acessar os dados Projeto Ashiato (sistema de busca que permite localizar seus antepassados vindos nas diferentes levar de imigração japonesa ao Brasil).

  • Cinema online: Dias 23 a 25 de abril  – Disponível de 00:00h do dia 23 até às 23:59h do dia 25, horário de Brasília. Link: https://www.bunkyo.org.br/br/museu-historico/eventos/
  • Asian Three-Fold Mirror 2016: Reflections (Espelho Triplo Asiático 2016: Reflexos) – produção coletiva de três diretores da Ásia – Brillante Ma Mendoza, Isao Yukisada e Sotho Kulikar, de 2016. Legenda em português – copromoção com a Fundação Japão.

Origami – com a professora Thais Kato e Shodo com Élcio Yoshitake Yokoyama

Tema: “Colonia-go: a língua híbrida usada entre os imigrantes japoneses no Brasil” com a profa. Leiko Matsubara Morales.

Confira o calendário de eventos completo