Cerimônia de outorga do Prêmio Bunkyo de Literatura

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

No próximo dia 13 de novembro, sábado, a partir das 13h, a Comissão de Atividades Literárias realiza a cerimônia de outorga do Prêmio Bunkyo de Literatura.

O evento será on-line com uma programação destacando as variadas atividades desenvolvidas durante o ano.

“Será uma cerimônia diferente das edições anteriores”, anuncia a professora Neide Nagae, presidente da Comissão de Atividades Literárias, “que estará adaptada às restrições impostas pela pandemia”. Ressalta, ao mesmo tempo, que a novidade será “uma oportunidade para ampliar o nosso público e valorizar ainda mais o resultado de nossas atividades até hoje e as que virão”.

A cerimônia inicia com o Concurso Bunkyo de Contos: o lançamento da antologia com os 30 melhores trabalhos do 4º Concurso Bunkyo de Contos, realizado em 2017 com o tema “Elos”.

A 4ª edição do Concurso teve a inscrição de 292 contos inéditos vindos de quase todos os estados brasileiros, e também de autores radicados em Portugal, Moçambique, Japão e Itália.

Os 30 contos da publicação foram selecionados pela comissão organizadora, incluindo os trabalhos vencedores do Concurso: 1º lugar – “A Desaparição de G.B.”, de autoria de Maíra Ishida; 2º lugar – “Pour Elise”, de Juliana Garbayo dos Santos e 3º lugar – “Dia de Mudança”, de Alexandre Hamada Possi.

A publicação da coletânea “Elos” contou com o valioso apoio da Fundação Kunito Miyasaka.

Também está programada a premiação dos vencedores do 5º Concurso Bunkyo de Contos, realizado em 2020, com o tema “Assim eu ouvi”. Em 1º lugar foi classificado o conto “Retrato de família”, de Sérgio Schwarz de Assis Faria – Niterói/RJ; em 2º lugar, “Assim eu ouvi…o deserto e o mar”, de Alda de Miranda – Jacareí/SP e em 3º lugar, “Feliz dia dos mortos”, de Marco Túlio Costa – Passos/MG.

Em seguida, outra premiação envolvendo as publicações participantes do Prêmio Bunkyo de Literatura que neste ano enfocou a categoria “Romance Histórico”. Os vencedores foram: “O último tiro da Guanabara”, de Bruna Meneguetti e “O país das luzes flutuantes”, de Marco Catalão.

Os melhores do Mangá e haiku       

A cerimônia online do 1º Prêmio Bunkyo de Literatura envolverá, ainda, duas categorias intimamente ligadas à cultura japonesa e praticadas intensamente no Brasil: o mangá e o poema haiku.

O jornalista Francisco Noriyuki Sato, presidente da Associação Brasileira de Desenhistas de Mangá e Ilustração, fará uma palestra sobre mangá. Em seguida, serão anunciados os vencedores do 12º Concurso Bunkyo de Mangá com o tema “Solidariedade”. 

O trabalho “Achocolatado”, de Diego de Oliveira Castro foi o 1º colocado; “Memórias do Mar” de Filipe Gazen de Freitas ficou em 2º lugar e “Batchan no Ame”, do Grupo Mura, em 3º lugar.

Quanto ao haiku (forma curta de poema de 17 sílabas) serão anunciados os vencedores do Bunkyo Haiku Taikai, concurso que se realiza há 12 anos.  Além da saudação da coordenadora Shinobu Yoshida, está prevista a leitura dos haiku premiados em japonês (ou seja, em sua forma original) e seu significado em português.

Assista ao evento pelo link: www.youtube.com/bunkyodigital

Confira o calendário de eventos completo