Saa Hajimeyou, planos para as próximas edições

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

harumiNa tarde do dia 26 de setembro, no Salão Nobre do Bunkyo, estiveram reunidos os participantes do show “Saa Hajimeyou” realizado no dia 11 de setembro, no Grande Auditório, com a arrecadação destinada às obras do Espaço Cultural Bunkyo, que está sendo construído no subsolo do edifício sede.

“Foi muito gostoso assistir às atrações desta forma dinâmica”, disse a presidente Harumi Arashiro Goya, na avaliação junto os presentes. “Acho que a coordenadora do show, Mariko Nakahira, proporcionou um grande incentivo a todos nós ao trazer ao Bunkyo esta proposta. Acho que foi um grande aprendizado”.

“Mostramos que a união faz a força”, destacou a cantora Mariko Nakahira, que foi a presidente da Comissão Organizadora, ao comentar sobre o resultado que considerou “excelente”. De acordo com ela, “este é o primeiro de uma série de shows, é o início de um grande movimento e, para tanto, temos de manter a nossa humildade”.

marikoContou que, em sua turnê pelo país fez questão de divulgar o Sáa Hajimeyou e falar sobre as atividades do Bunkyo e, nesse sentido, “ouviu muitas críticas sobre a entidade”. Acredita que nem todos entendem “a importância e a abrangência da atuação da entidade”. Isto é, na realidade mais uma motivação para envolver as pessoas, não somente de norte a sul do Brasil, como também aqueles nikkeis que estão residindo no Japão e os próprios japoneses, afirma a cantora. “O esforço conjunto para finalização do Espaço Cultural Bunkyo poderá ser o símbolo de uma nova etapa”, acrescenta.

Mariko Nakahira que há 13 anos realiza turnês anuais pelo Brasil, se tornou uma personagem familiar no ambiente da comunidade nipo-brasileira e, estabeleceu uma ligação pessoal muito especial.

Ainda jovem, em consequência de um acidente automobilístico, passou a sofrer uma dor intensa no ombro direito que, no Japão, nenhum tratamento foi capaz de solucionar. Tanto que, no Brasil, todos já sabem que devem tomar cuidado ao abraça-la. Com as viagens anuais ao Brasil, a cantora recebeu cuidados médicos aqui que foram capazes de aliviar essas dores.

Recentemente, as dores voltaram a se manifestar e, desta feita, o diagnóstico foi de rompimento de um dos tendões, exigindo nova intervenção cirúrgica; mas que só poderá ser realizada daqui três anos.

No entanto, esse problema não tem sido empecilho para continuar com suas apresentações em diferentes localidades do Brasil e Japão, sempre com um sorriso alegre no rosto.

todosNa reunião de avaliação foi apresentado o relatório financeiro do 1º Sáa Hajimeyou com saldo positivo de R$ 52.621.00, sendo que o valor de R$ 45.690,00 resultou da venda de convites (ao preço de R$ 30,00 cada), e o restante foram contribuições de empresas e pessoas físicas.

Estimulada com o apoio ao seu projeto, bem como a firme adesão de várias entidades participantes (tais como Associação Kenko Taisso do Brasil, associações de províncias japonesas, Coral Miriam Otachi, Hanayaguiryu Kinryukai), a cantora Mariko acredita que o movimento “Saá Hajimeyou” está começando a tomar impulso e acrescenta “já precisamos pensar nas novidades que vamos trazer na segunda edição”.

Confessa que havia prometido para a mãe, dona Fusae, já bastante idosa, que está seria a última turnê ao Brasil. No entanto, a cantora diz que a ela ficou bastante animada com os resultados do projeto e certamente a promessa não será cobrada, muito pelo contrário: “acho que ela vai querer vir ao Brasil para acompanhar tudo!”.

Confira o calendário de eventos completo