Um Espaço Cultural no Edifício Bunkyo

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

espaco cultural bunkyoA portaria de aprovação publicada no Diário Oficial de 24 de dezembro de 2013 completou a série de providências realizadas durante todo o ano para a aprovação do projeto do Espaço Cultural Bunkyo.

Como protagonistas desse processo estiveram a empresa Quixote Art & Eventos, o escritório Ken Mabe Arquitetura & Associados e o Instituto Brasil-Japão de Integração Cultural e Social como proponente do projeto junto ao Ministério da Cultural visando obter os incentivos fiscais da Lei Rouanet.

O projeto Espaço Cultural Bunkyo envolve os 1.400,22 m² localizados no subsolo do Edifício Bunkyo, onde estava instalado o ambulatório da Beneficência Nipo-Brasileira de São Paulo (Enkyo). Seu objetivo principal é o de “realizar ações de preservação e restauro parcial no prédio do Bunkyo”, visando criar espaço para promoção da cerimônia do chá e atividades correlatas, ampliar e melhorar uma nova área de entrada e acesso ao Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil, instalar o Centro de Gastronomia e Culinária Japonesa, ampliar o Espaço Cultural Multiuso, promover exposições, cursos e oficinas.

Desde o início de 2014, a comissão responsável pela execução deste projeto, coordenada por Leo Ota, diretor de Marketing e Comunicação do Bunkyo, vem realizando uma série de visitas junto às empresas para promover a captação de recursos e explanar o mecanismo e as vantagens da Lei de Incentivo Cultural.

Incentivo fiscal

Para a viabilização do projeto do Espaço Cultural Bunkyo, o Ministério da Cultura (Lei Federal nº 8.313, a chamada Lei Rouanet) aprovou o incentivo fiscal de R$ 2.021,904,40, cujo valor poderá ser captado junto a empresas e pessoas físicas.

Como o projeto foi enquadrado nos termos do artigo 18 da Lei de Incentivo Cultural, os apoiadores e patrocinadores têm isenção integral de 100% sobre o valor encaminhado no momento do pagamento do imposto de renda, respeitando o limite de 4% do imposto de renda devido baseado no cálculo a partir do lucro real.

“Trata-se de uma parceria estabelecida entre aquele que promove o evento cultural e o que patrocina”, afirma Marcelo Miguel, da Quixote Art, destacando que “ambos saem ganhando”. Ao destinar o imposto de renda devido ao projeto, os apoiadores e patrocinadores de projetos culturais poderão conquistar ações promocionais e de marketing a custo zero, ou seja, publicidade a custo zero, explica.

Ressalta que, além da isenção fiscal e publicidade institucional, a empresa patrocinadora e apoiadora poderá conquistar benefícios e vantagens como contrapartida em produtos culturais (livros, CDs, DVDs, ingressos, realização de shows e eventos culturais, cursos e oficinas, etc.), ações de endomarketing, marketing direto com públicos específicos, publicidade de produtos e serviços. “São ações que poderão resultar em lucro social e, principalmente, agregar valor a sua marca”, destaca Marcelo Miguel.

A entidade proponente

O projeto do Espaço Cultural Bunkyo teve como proponente junto ao Ministério da Cultural, o Instituto Brasil-Japão de Integração Cultural e Social, que atualmente é presidido por Roberto Nishio.

Esta é uma instituição sem fins lucrativos e qualificada pelo Ministério da Justiça como uma OSCIP. Foi criada com o objetivo inicial de promover ações e atividades comemorativas e alusivas ao Centenário da Imigração Japonesa no Brasil e para, posteriormente, apoiar entidades que atuam na preservação e difusão da cultura japonesa no Brasil e da cultura brasileira no Japão, ou desenvolvam atividades de assistência social aos necessitados.

Sua fundação decorreu de iniciativa das cinco principais entidades da comunidade nipo-brasileira de São Paulo, ou seja, a Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social – Bunkyo, Beneficência Nipo-Brasileira de São Paulo (Enkyo), Federação das Associações de Províncias do Japão no Brasil (Kenren), Câmara de Comércio e Indústria Japonesa do Brasil e Aliança Cultural Brasil-Japão.

Confira o calendário de eventos completo