Bunkyo realiza o 8º Bunka Matsuri

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

01Cerca de 2 mil pessoas participaram no domingo, dia 23 de março, do 8º Bunka Matsuri realizado no Bunkyo. Trata-se de um evento que, tradicionalmente, tem a Comissão de Jovens na coordenação dos trabalhos com a colaboração da diretoria da entidade e de outras comissões.

A proposta é a de trazer o público em geral para conhecer as instalações da entidade ao mesmo tempo em que se oferece a oportunidade de vivenciarem diversos aspectos da cultura japonesa.

15Este ano, embora as obras na rua Galvão Bueno, ao lado do Bunkyo, tivessem, de certa forma, afugentado o grande público, a festa transcorreu animada e envolvente.

A abertura, realizada por volta das 12h, reuniu autoridades de grande relevância. O Consulado Geral do Japão em São Paulo foi representado pelo cônsul-geral adjunto, Hiroaki Sano; a Fundação Japão pelo diretor geral Akira Fukano; o Enkyo pelo vice-presidente Saburo Sakawa e a Câmara Japonesa pelo secretário-geral Fujiyoshi Hirata. O poder público esteve representado pelos deputados federais Keiko Ota e Walter Ihoshi, pelo deputado estadual Jooji Hato, pelo vereador Aurélio Nomura, e pelos assessores Olímpio Kosonoe (do vereador George Hato) e Osmar Maeda (deputado estadual Hélio Nishimoto).

28Também estiveram prestigiando a abertura os representantes das entidades assistenciais (que participam ativamente do Bunka Matsuri): José Taniguchi, presidente da Kodomo-no-Sono; Jairo Uemura, presidente da Kibo-no-Iê; Jun Suzaki, presidente do Yassuragui Home, além do presidente do Instituto de Integração Cultural e Social Brasil-Japão, Roberto Nishio, e o presidente da Associação Ikebana do Brasil e da Comissão de Ikebana do Bunkyo, Erisson Thompson. Presença ainda para Maurício Miyazaki, do Instituto Paulista de Desenvolvimento e Assistência Social.

22Este 8º Bunka Matsuri trouxe duas novidades. A primeira foi o Restaurante VIP (sala 13) em que foi servido o Menu Degustação preparado especialmente pelo chef Shin Koike (dos restaurantes Sakagura A1 e Aizomê), presidente da Comissão de Divulgação de Gastronomia Japonesa do Bunkyo. Foram três sessões, para 40 pessoas cada, com convites vendidos antecipadamente, servindo-se cinco diferentes pratos. Todas as sessões estiveram lotadas.

O restaurante ainda contou com a participação da ceramista Hideko Honma, shoyu Kikoman e produtos da Korin.

23Nesta edição, os integrantes das Comissões de Artes Plásticas e Arte Craft montaram uma feira de cerâmica e de pintura oferecendo seus produtos a preços módicos.

As oficinas, que são uma atração à parte neste Festival, foram bastante concorridas: às 14h, as inscrições realizadas na Sala de Exposição para as diferentes especialidades já estavam esgotadas.

10No Salão Nobre, a demonstração de cerimônia do chá conduzida pelos mestres do Centro de Chadô Urasenke do Brasil foi um dos locais bastante visitado, o mesmo acontecendo com o espaço dedicado ao shodô (arte da caligrafia japonesa) sob a coordenação dos mestres da Associação Brasileira de Shodô.

No Grande Auditório, a programação foi bastante variada, envolvendo não somente atrações da cultura japonesa (dança, música, taiko), como também apresentações dos grupos de folclore internacional, chamando a atenção do público em geral.

31E, finalmente, no hall, para recepcionar os visitantes, uma imensa exposição de origami preparada pelos integrantes do GEO – Grupo de Estudos de Origami, sob a coordenação de Mari Kanegae. Trata-se de um autêntico Desfile de Escola de Samba, com diferentes alas, que chegou a 19 metros de comprimento. Durante o Festival, professoras da GEO também deram oficinas de origami.

O hall ainda contou com a exposição de bandeiras de equipes japonesas, prestando homenagem ao futebol japonês e estabelecendo uma espécie de intercâmbio Brasil-Japão. Para falar do autêntico samba brasileiro escolhemos a técnica japonesa do origami e fazer referência à Copa do Mundo de Futebol no Brasil, homenageamos os jogadores japoneses!

21O hall ainda foi abrilhantado com os arranjos de mestres de ikebana que, durante o Festival, também ministraram oficinas.

O 8º Bunka Matsuri foi patrocinado pela Fundação Kunito Miyasaka, Brasil Kirin, Sushi Isao, Sakura, Yamato, Kikkoman, Ajinomoto, Hiroshima, Alfa Alimentos, Perfumaria Sumirê e Fast Shop. Teve o apoio do Consulado Geral do Japão em São Paulo, AgroNippo, Atelier Hideko Honma, Korin, Tozan, Nikkey Shimbun, São Paulo Shimbun, Jornal Nippak, Mundo Ok, Rádio e TV Nikkey, Rádio Banzai, Kibô-no-Iê, Kodomo-no-Sono, Ikoi-no-Sono e Yassuragui Home.

{gallery}noticias/2014/marco/8_bunka_matsuri::::2{/gallery}

Confira o calendário de eventos completo