As obras de modernização do Bunkyo

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

02No dia 16 de dezembro de 2014 aconteceu uma cerimônia que simbolizou a conclusão de uma etapa que marcará significativamente a trajetória do Bunkyo. Esta solenidade foi a coroação de outra, ocorrida no Japão, no dia 28 de março de 2013, na embaixada do Brasil em Tóquio, ocasião em que foi formalizada a doação de 100 milhões de ienes (cerca de um milhão de dólares) por Minoru Otsuka, presidente de honra da Otsuka Corporation.

Esse valor, entregue pessoalmente ao presidente Kihatiro Kita, significou para a comunidade nipo-brasileira não somente a possibilidade de promover a modernização das instalações de sua mais importante entidade, como também contribuir para a preservação da memória dos imigrantes japoneses e garantir locais apropriados para a promoção de eventos sociais e culturais.

03As obras envolveram a parte do acervo do Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil, Grande Auditório, Sala de Exposição e Ginásio de Esportes e Pavilhão Japonês. Ao todo foram adquiridos 36 equipamentos de ar condicionado de diferentes capacidades, instalados nos três locais designados, além de realizadas obras de melhorias; tal como ocorreu com o Museu com ampla remodelação no 3º andar.

No Grande Auditório, além da instalação do ar condicionado, foram reformadas a beirada do palco, as poltronas, parte da forração da parte interna, além da substituição do carpete por outro anti-chamas. A escadaria do edifício recebeu novos degraus de granito, corrimão de aço inox e guarda-corpo de vidro temperado.

02No Prédio Anexo, a Sala de Exposição e o Ginásio de Esportes (este transformado em Espaço Multiuso) foram reformados para oferecer mais conforto em eventos sociais. Além da instalação de novos equipamentos de ar condicionado, foram feitas mudanças na distribuição de seus espaços. Numa parte da Garagem, próxima à entrada do edifício, foram feitas adaptações para funcionar um estacionamento vip dos usuários ao Espaço Multiuso.

Além das complexas instalações elétricas, também foram adquiridos dois geradores de grande potência para atender aos equipamentos de ar condicionado, notadamente no Grande Auditório e Espaço Multiuso.

Os locais das obras

02De acordo com o presidente Kita, um dos problemas, até responsável pela longa duração das reformas, foi a necessidade de combinar o andamento das obras de modo a provocar o menor transtorno possível às atividades cotidianas no edifício-sede e também a permitir a realização dos tradicionais eventos.

Tratando sobre as frentes de andamento das obras, inicialmente temos o Grande Auditório, inaugurado em 1970, com capacidade para 1.100 pessoas, considerado um dos poucos teatros no centro da cidade com esse tamanho e privilegiada localização.

02O projeto Minoru Otsuka possibilitou realizar amplas reformas (poltronas, palco, pintura, telhado, etc.), instalar o sistema de ar condicionado e substituir diferentes materiais de acabamento (forro, carpete, etc.) com vistas ao conforto e à prevenção contra incêndio.

Concomitantemente, foram reformadas as instalações da entrada do edifício-sede cujos materiais estavam desgastados com o tempo ou não ofereciam segurança aos usuários.

02Na ocasião, mesmo com algumas das obras no Grande Auditório ainda em andamento, recebemos manifestações positivas do público em geral, como ocorreu diante da honrosa visita do primeiro-ministro Shinzo Abe, no dia 2 de agosto de 2014.

Já em relação ao Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil, as mudanças foram centradas no 3º andar do edifício-sede que é considerada uma parte de extrema relevância de sua existência. Trata-se do espaço que reúne o acervo (objetos, fotos, quimonos, mapas, pinturas, etc.), biblioteca, sala para pesquisadores, sala para restauração, entre outros.

02Com o projeto Minoru Otsuka foi executada uma ampla reforma deste andar, de modo a oferecer melhores condições de preservação do acervo, bem como comodidade para o trabalho dos pesquisadores.

Destaque ainda para as instalações do projeto Ashitato que consiste em registrar e sistematizar o nome de todos os imigrantes japoneses entrados no Brasil. Este projeto de digitalização tornou possível a qualquer interessado pesquisar sua origem japonesa dirigindo-se a um dos terminais instalados nesse andar.

02A Sala de Exposição, concebida originalmente como um local para exposições, tem atendido a diversas funções, tais como espaço para reuniões, ensaios, palestras, coquetéis/jantares, entre outras.

Com o projeto Minoru Otsuka, ela sofreu ampla reforma, incluindo a instalação do ar condicionado, substituição das janelas por vidros da altura das paredes e do assoalho por piso de porcelanato para melhor atender às necessidades dos usuários.

02Espaço Multiuso – até a apresentação oficial das obras de modernização, esta denominação não existia: o local era chamado de Ginásio de Esportes, inaugurado em 1988.

Mais de duas décadas se passaram desde sua construção e, há vários anos, tornava-se cada vez mais premente reformar esse local. Não só para fazer reparações nas instalações (tais como telhado e sua estrutura); mas para agregar novas funções a este amplo espaço que estava restrito ao uso exclusivo da prática esportiva.

02O desafio das reformas das instalações desse local consumiu boa parte do tempo previsto para as obras, e envolveu desde a substituição do material do telhado, reparação na estrutura metálica, instalação do forro de gesso, instalação do ar condicionado, remodelação do espaço ocupado pela arquibancada, instalação de uma cozinha, entre outros itens.

Agora, com as obras terminadas, o nome Espaço Multiuso retrata a amplitude de suas possibilidades para sua ocupação; não só para o esporte, mas também como local para eventos sociais, jantares, convenções, apresentações culturais, entre outros.

02Além disso, graças ao apoio da Fundação Kunito Miyasaka, um outro espaço da entidade também pode contar com melhorias. Agora, durante os evento realizados no Pequeno Auditório do Bunkyo, o público também poderá usufruir de ar condicionado.

Projeto Minoru Otsuka e sua importância

No dia 16 de dezembro de 2014 foi realizada uma cerimônia para apresentação das obras de modernização no Bunkyo reunindo representantes dos órgãos do governo japonês, das entidades parceiras e membros da diretoria do Bunkyo.

02Destaque para a presença de Noriteru Fukushima (cônsul-geral do Japão em São Paulo), Lanier de Morais (do Escritório de Representação do Itamaraty em São Paulo, representando o Ministro das Relações Exteriores Luiz Alberto Figueiredo Machado), Jooji Hato (deputado estadual de São Paulo); Yoshiharu Kikuchi (presidente da Beneficência Nipo-Brasileira de São Paulo); Mikihisa Motohashi (presidente da Federação das Associações de Províncias do Japão no Brasil); Roberto Nishio (presidente do Instituto Brasil-Japão de Integração Cultural e Social); Keizo Uehara (superintendente geral da Fundação Kunito Miyasaka); Roberto Hideo Hirai (vice-presidente da Aliança Cultural Brasil-Japão); jornalista Yoshitake Kusakano e Kiyoshi Harada (presidente do Conselho Deliberativo do Bunkyo).

02O evento reuniu cerca de 200 pessoas e na ocasião foram apresentadas todas as obras de melhorias e descerradas as placas comemorativas em cada um dos setores, que com o decorrer dos anos será a memória desse momento histórico. Ao final, foi realizada a cerimônia solene e o coquetel no Espaço Multiuso.

Durante a cerimônia que simbolicamente inaugurou o Espaço Multiuso, além de uma exibição de imagens digitais mostrando a evolução das obras e a saudação das autoridades, destaque para a leitura, pelo vice-presidente Jorge Yamashita, da mensagem enviada pelo doador Minoru Otsuka que provocou muita admiração entre os convidados. Esse mesmo sentimento foi compartilhado durante a saudação do jornalista Yoshitake Kusakano em que ele fez um breve relato dos encontros com Otsuka, que resultaram na decisão da doação.

02A apresentação do Coral Feminino Bunkyo, sob a regência do professor Teruo Yoshida, se encarregou de dissipar esse ambiente solene ao chamar a todos para cantarem juntos a consagrada “Noite Feliz”. Ao final, aplaudido em pé, o Coral teve de brindar a plateia com mais uma rodada de canções.

Desempenhando o papel de entidade representativa da comunidade nikkei no Brasil, o Bunkyo sempre se esforçou para oferecer melhores condições aos seus frequentadores e tenta exercer sua função com competência.

02Dentro desse contexto, a importância do Projeto Minoru Otsuka é inegável e seus benefícios estão sendo amplamente reconhecidos pelos usuários. Isso, não somente para possibilidade de usufruir do conforto proporcionado pelas obras de modernização, mas pelas melhores instalações para a pesquisa sobre a história da imigração e preservação do Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil e pelas novas opções de espaços colocados à disposição da comunidade nipo-brasileira, bem como aos outros interessados em geral.

Certamente, em 2014, o Projeto Minoru Otsuka proporcionou um importante salto de qualidade nas instalações do edifício-sede, inaugurado em 1964, e elevou a autoestima da comunidade nipo-brasileira que tem o Bunkyo como sua entidade representativa neste país.

Ao mesmo tempo, são obras de elevada importância e utilidade quando estamos nos preparando para as comemorações dos 120 anos do Tratado de Amizade Brasil-Japão, 100 anos da instalação do Consulado Geral do Japão em São Paulo e 60 anos de fundação do Bunkyo.

{gallery}noticias/2014/dezembro/cerimonia_otsuka/evento-pt::::2{/gallery}

Confira o calendário de eventos completo