Embaúba – uma árvore e muitas vidas

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Embauba - ISBN 9788575316771Esta edição trilíngue (português/japonês/inglês) traz uma história cheia de lembranças sobre uma árvore especial, a embaúba. O lançamento do livro Embaúba – uma árvore e muitas vidas, dedicado ao público infanto-juvenil, acontece no dia 28 de julho, quinta-feira, das 19h às 21h30, na Livraria Cultura – Conjunto Nacional.

Os pesquisadores do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA) buscava ampliar literaturas sobre a biodiversidade da Amazônia, mas além das pesquisas, o trabalho resultou nesta obra ao público infanto-juvenil, tendo como autores: Noemia Kazue Ishikawa, em português / Takakazu Yumoto, em japonês / William E. Magnusson, em inglês.

O livro conta com ilustrações belíssimas de Hadna Abreu e fala sobre como uma professora e seus estudantes descobriram, enquanto pesquisavam cogumelos na Amazônia, o importante papel da embaúba na natureza e sua relação com os demais seres vivos. Até Alex Atala, chef de cozinha e autor do prefácio do livro, possui um carinho especial pela árvore.

Nunca ouviu falar da Embaúba?

Foto - Franz Xaver - Creative CommonsNo Brasil, existem cerca de 40 espécies de embaúbas. Além de seus frutos servirem de alimento, este tipo de árvore abriga várias espécies de animais, insetos e fungos. Um verdadeiro lar.

Quando uma clareira é aberta na floresta, as embaúbas são as primeiras árvores a ocupar o espaço. Possuem folhas largas, capazes de captar muita luz, aumentando a taxa de fotossíntese e, consequentemente, de crescimento. Seus frutos são atraentes para muitas espécies de aves e macacos. Na base de cada folha existe uma glândula de açúcar, um atrativo para formigas, que acabam se instalando no tronco oco da planta. Em troca, o exército de pequenos insetos irá proteger a planta contra os herbívoros. A embaúba é encontrada desde o México até o norte da Argentina. (Fonte: Fábio Paschoal, Top 10: árvores extraordinárias / National Geographic Brasil Online. Disponível em: http://viajeaqui.abril.com.br/materias/arvores-pelo-mundo#9 Acesso em: 19/07/2016).

 

SERVIÇO

Lançamento do livro
Data/hora: 28 de julho, quinta-feira, das 19h às 21h30
Local: Livraria Cultura – Conjunto Nacional (piso térreo)
Av. Paulista, 2.073 – São Paulo – SP
Informações: (11) 3170-4033

Embaúba – uma árvore e muitas vidas
Autores: Noemia Kazue Ishikawa, em português / Takakazu Yumoto, em japonês / William E. Magnusson, em inglês / ilustrações Hadna Abreu
Gênero: literatura infantil / Formato: 18 X 26 cm / Páginas: 48
Preço: R$ 35,00
Editora: Grupo Editorial Escrituras

SOBRE OS AUTORES

Noemia Kazue Ishikawa nasceu em Londrina, Paraná, e mora em Manaus desde 2004. Cursou Biologia da Universidade Estadual de Londrina, optando pelo estudo dos cogumelos por influência de seu avô, que adorava cultivar fungos comestíveis. Possui Ph.D. em Recursos Naturais pela Universidade de Hokkaido, Japão. Atualmente, é pesquisadora do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA) e vice-coordenadora do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia da Biodiversidade Amazônica (INCT-CENBAM). Além de diversos artigos científicos, publicou em 2014 um livro de crônicas intitulado A porteira azul e outras histórias.

Takakazu Yumoto, responsável pela versão japonesa do livro, nasceu e mora no Japão. Devido a sua admiração pelas pesquisas do famoso ecólogo Kinji Imanishi decidiu ingressar na Faculdade de Ciências da Universidade de Kyoto, onde se formou em 1982. Atualmente, é professor e vice-coordenador da equipe japonesa do projeto “Museu na Floresta/Field Museum”, parceria do INPA com a Universidade de Kyoto.

William E. Magnusson, autor da versão em inglês, nasceu em Sidney, Austrália. Mora em Manaus desde 1979. Fez doutorado na Universidade de Sidney, Austrália, em 1979. É membro titular da Academia Brasileira de Ciências, pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA) e coordenador do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia da Biodiversidade Amazônica (INCT-CENBAM).

Hadna Abreu, ilustradora, nasceu em Manaus. Estudou Artes Visuais na Universidade Federal do Amazonas e desde 2009 participa de exposições coletivas, com destaque para sua participação na VI Bienal de Jovens Criadores em Salvador – Bahia, em 2013. Expôs na Galeria A Casa do Viajante na capital de São Paulo e na I Mostra de Artes Visuais. Trabalha principalmente com pinturas em aquarela. Este é o quarto livro que ilustra.

Confira o calendário de eventos completo