Governo japonês anuncia os Condecorados de Outono

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Renato Ishikawa, presidente do Bunkyo, na edição de 2019 realizada no Espaço Multiuso do Bunkyo

O Gaimusho – Ministério das Relações Exteriores do Japão anunciou, no último dia 3 de novembro, os nove Condecorados de Outono do Brasil, do 3º ano da Era Reiwa. Dois são japoneses, um naturalizado e os outros, brasileiros.

Da Embaixada do Japão, o condecorado é Jorge Matsubara com a Ordem do Sol Nascente, Raios de Prata. Ex-presidente da Associação Cultural Nipo-Brasileira de Anápolis, brasileiro, tem 66 anos e reside em Teresópolis de Goiás (GO).

Do Consulado Geral do Japão em São Paulo são três condecorados: Shoko Suzuki com a Ordem do Sol Nascente Raios de Ouro e Prata. Ceramista, natural de Tóquio (Japão), tem 92 anos e reside em Cotia (SP). Seiji Oga com a Ordem do Tesouro Sagrado, Raios de Ouro com Roseta. Ex-professor da USP, brasileiro naturalizado, tem 84 anos de idade e reside em São Paulo (SP). Pedro Isamu Mizutani com a Ordem do Sol Nascente, Raios de Prata. Atual presidente do Clube Cultural e Recreativo Nipo-Brasileiro de Piracicaba e atual membro do Conselho de Administração da Cosan, tem 66 anos e reside em Piracicaba (SP).

Do Consulado Geral do Japão do Rio de Janeiro, o condecorado é Murilo Pinto de Oliveira Faria com a Ordem do Sol Nascente, Estrela de Ouro e Prata. Ex-diretor-presidente da Vale S.A., ex-presidente do Comitê de Cooperação Econômica Brasil-Japão, Seção Brasileira e ex-membro do Grupo de Notáveis (Wise Group) da Parceria Econômica Estratégica Brasil-Japão, tem 68 anos e reside no Rio de Janeiro (RJ).

Do Consulado Geral do Japão em Curitiba, os condecorados são: Masahiro Sakai com a Ordem do Sol Nascente, Raios de Prata – ex-diretor da Escola Megumi (Londrina-PR), japonês, tem 88 anos, reside em Londrina. Laura Mituko Omoto com a Ordem do Sol Nascente, Raios de Prata – ex-diretora do Curso Bunkyo de Língua japonesa, brasileira, tem 78 anos e reside em Curitiba (PR). Seiko Yamanaka Sasaya com a Ordem do Sol Nascente, Raios de Prata – ex-diretora do Curso Bunkyo de Língua japonesa, brasileira, tem 78 anos e reside em Curitiba (PR).

Do Consulado Geral do Japão em Recife, a condecorada é Laura Tey Iwakami com a Ordem do Sol Nascente Raios de Ouro com Laço – Coordenadora do Curso de Língua Japonesa da UECE – Universidade Estadual do Ceará e coordenadora-geral do Núcleo de Línguas da UECE – Campus Fátima, brasileira, tem 70 anos e reside em Fortaleza (CE).

Os principais fatos meritórios dos condecorados

A seguir, reproduzimos “os principais fatos meritórios” reconhecidos pelo governo japonês para outorga da condecoração.

Jorge Matsubara

Como presidente da Associação Cultural Nipo-Brasileira de Anápolis desde 2007, por um total de 11 anos, planejou e implementou o “Festival do Japão” e a “Mostra do Cinema Japonês”. Mesmo havendo poucos nikkeis na cidade de Anápolis, divulgou ativamente a cultura japonesa e as bolsas de estudos do governo japonês, contribuindo para aumentar o interesse e o conhecimento dos cidadãos locais. Além disso, empenhou-se para o aumento do número de membros de gerações mais jovens na associação, conseguindo revigorar as suas atividades. O “Festival do Japão” costuma atrair cerca de 10 mil visitantes em três dias de evento, colaborando para a promoção da amizade entre o Japão e o Brasil através da comunidade local.

Shoko Suzuki

A senhora Shoko Suzuki atuou desde jovem, ainda no Japão, como uma das primeiras mulheres ceramistas e depois de imigrar para o Brasil, em 1962, construiu o primeiro forno Noborigama do país. Apresentou diversas obras criadas a partir de matéria-prima local em mostras individuais e exposições por todo o país. Referência no meio cerâmico brasileiro, elevou a concepção de cerâmica – antes associada a objetos utilitários –, contribuindo grandemente para o seu reconhecimento e difusão como manifestação artística sofisticada e endossada pela técnica tradicional japonesa. Empenhou-se também em formar sucessores e transmitir as técnicas japonesas. Além disso, devido a sua intensa atividade ao longo dos anos, contribuiu não somente na difusão da cultura japonesa, mas também para a promoção do intercâmbio cultural e das relações de amizade entre o Japão e o Brasil, bem como na elevação do prestígio dos japoneses e descendentes no Brasil.

Seiji Oga

Por meio de suas pesquisas relacionadas à farmacologia e toxicologia, se empenhou para o intercâmbio acadêmico entre o Japão e o Brasil e o avanço da compreensão mútua entre os dois países, além de encorajar alunos da Universidade de São Paulo com o propósito de que tenham a oportunidade de aprenderem e se aperfeiçoarem em uma universidade japonesa, contribuindo assim para o fomento do ambiente acadêmico nipo-brasileiro.

Além disso, durante os 12 anos em exercício nos cargos de presidente e vice-presidente na União dos Clubes de Gueitebol do Brasil, aprofundou as relações entre o Japão e o Brasil por meio de Gueitebol, organizando o Campeonato Internacional em comemoração aos 30 anos da entidade, em cooperação com a cidade de Memuro, da província e Hokkaido, e adquirindo o reconhecimento dos Clubes de Gueitebol como entidades esportivas.

Pedro Isamu Mizutani

Há muitos anos contribui para o desenvolvimento da cultura japonesa e desportiva local através das atividades do Clube Cultural e Recreativo Nipo-Brasileiro de Piracicaba. Como principais realizações, atuou na aquisição da Sede Campestre, em 2000, e na revitalização da Sede Centro entre 2014 e 2015. Ao assumir o cargo de presidente da Associação em 2012, impulsionou as atividades departamentais de Taikô, Dança, Karaokê, Artes Marciais, Departamento Feminino e Grupo de Idosos. Foi o idealizador do Festival “Japão na Praça” da cidade de Piracicaba, fomentando a difusão da cultura japonesa na região. Como membro do Conselho de Administração da Cosan e Vice-Presidente da Raízen S.A. – uma das maiores produtoras de etanol do Brasil – colaborou para o desenvolvimento da indústria de etanol e automotiva do país.

Murilo Pinto de Oliveira Ferreira

O Sr. Ferreira é um dos principais empresários internacionais do Brasil, tendo atuado como Presidente e CEO da Vale S.A. por seis anos. É também um apoiador de longa data das joint ventures nipo-brasileiras, tendo atuado como Presidente da Alubras e Alunorte e como membro do Conselho de Administração da Usiminas. Presidiu a Seção Brasileira do Comitê de Cooperação Econômica Brasil-Japão de 2015 a 2017, engajando-se ativamente no diálogo com o governo e empresas japonesas. Desde 2013 é membro do Grupo de Notáveis para uma Parceria Econômica Estratégica Brasil-Japão, onde propôs a possibilidade de cooperação bilateral em vários campos, como forma de estimular os investimentos entre os dois países, trazendo uma nova perspectiva para o grupo. Em sua qualidade de representante da comunidade empresarial brasileira, contribuiu significativamente para aprofundar o entendimento mútuo e as relações econômicas entre os dois países, levando ao aumento do comércio bilateral.

Masahiro Sakai

Devido à grande demanda por parte da comunidade japonesa local, fundou a escola de ensino regular “Megumi Gakuen”, que disponibiliza aulas de língua e cultura japonesa em sua grade curricular, garantindo a sucessão da cultura e do idioma para os nikkeis da nova geração. Além disso, atuou como presidente da Federação Paranaense de Ensino da Língua Japonesa e da Associação da Língua Japonesa de Londrina, trabalhando na criação de materiais didáticos, na formação de redes entre professores e realização de treinamentos para os docentes. Suas ações contribuíram para elevação do nível de educação local e na disseminação da cultura e língua japonesa.

Laura Mituko Omoto

Depois de assumir a diretoria do Curso Bunkyo de Língua Japonesa, empenhou-se ativamente por aproximadamente 8 anos, incentivando e promovendo o desenvolvimento dos professores com a criação de grupos de estudos entre os docentes, adquirindo materiais didáticos do Japão e realizando a tradução deles para facilitar o seu uso para os professores não-descendentes. Atua como professora da instituição há 37 anos, e tem ensinado não somente a língua japonesa, mas também os costumes e a cultura nipônica, bem como auxiliado inúmeros alunos em todo o processo de aprendizagem do idioma.

Além disso, colaborou para a conclusão do convênio da Universidade Federal do Paraná com a Universidade de Estudos Estrangeiros de Tóquio, auxiliando nos preparativos para a partida dos alunos brasileiros e na recepção dos alunos japoneses no Brasil, contribuindo na promoção do intercâmbio entre os dois países.

Seiko Yamanaka Sasaya

Atuou como professora e diretora do Curso Bunkyo de Língua Japonesa por 37 anos e, durante longos anos, trabalhou para a promoção da cultura japonesa por meio de aulas de japonês, das atividades relacionadas à cultura e também do ensino da história da imigração japonesa no Brasil. Pela forte presença dos alunos não descendentes e com intuito de divulgação, introduziu atividades externas como excursão “Ensoku”, assim como foi responsável pela criação de uma cabine de amostras da cultura japonesa dentro da escola, proporcionando oportunidades de apreciar a cultura japonesa não somente para os alunos, mas também para todos os que circulavam pela instituição. 

Em 1997, no evento de recepção de Suas Majestades o Imperador Akihito e a Imperatriz Michiko, realizou uma apresentação de coral conjuntamente com 400 alunos de várias escolas japonesas do estado, contribuindo fortemente para o estreitamento das relações amigáveis entre os dois países.

Laura Tey Iwakami

A professora Laura Iwakami é coordenadora do Curso de Língua Japonesa da Universidade Estadual do Ceará há 27 anos, e durante este tempo já ensinou para muitas pessoas a Língua Japonesa, se esforçando para difundir o idioma. Além disso, também formou muitos professores de Língua Japonesa para que possam dar continuidade no ensino de japonês. Em julho de 2018 recebeu o Diploma de Honra ao Mérito do Ministro dos Negócios Estrangeiros do Japão por ter contribuído grandemente para a divulgação da cultura japonesa em diversos lugares, além do curso. Já em fevereiro deste ano, tornou-se também Coordenadora Geral do Núcleo de Línguas – Campus Fátima da Universidade Estadual do Ceará, contribuindo ainda mais para o desenvolvimento do ensino da Língua Japonesa no Brasil, como também para a promoção do entendimento mútuo entre o Japão e o Brasil.

Confira o calendário de eventos completo