Concertos Bunkyo e Conexão Brasil-Japão

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Realiza-se, no próximo dia 18 de novembro, quinta-feira, a partir das 19h, a transmissão da segunda audição da série “Concertos Bunkyo 2021”. “Os concertos têm como finalidade a conexão Brasil-Japão  pela música erudita, seja através das obras, compositores ou intérpretes. Um concerto com essas características representa uma iniciativa única no país”,  afirma Carlos Harasawa, presidente da Comissão de Música Erudita do Bunkyo e Diretor da Fundação Osesp.  “A música erudita sempre teve um papel fundamental na programação cultural do Bunkyo”, reforça André Korosue, Coordenador Geral do Comitê Cultural do Bunkyo.

A programação 2021 reúne três concertos que, devido à pandemia, são transmitidos exclusivamente em formato on-line, no canal Youtube/Bunkyo Digital.

A transmissão da primeira audição, no último dia 14 de outubro, com a participação de Shen Ribeiro (flauta e shakuhachi) e Soledad Yaya (harpa),  contou com mais de 1.700 visualizações nos primeiros dez dias. Assista: 

O segundo concerto, no próximo dia 18 de novembro, contará com a presença do violinista Wellington Rebouças Guimarães e da pianista Michiko Tashiro Licciardi. Estarão interpretando, além de composições de importantes mestres ocidentais, duas composições de Teiichi Okano (1878/1941 – Tottori/Japão): “Haru no Ogawa” de 1912 e “Oborozukiyo” de 1914 e a canção de ninar do folclore japonês “Itsuki no Komoriuta”.

O violinista Wellington Rebouças e a pianista Michiko Licciardi 

Wellington Rebouças Guimarães está atualmente na Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo como violino solista B e spalla da Camerata Fukuda. 

Formado pela Faculdade Cantareira sob a orientação da Profa. Elisa Fukuda, o violinista já participou de importantes festivais nacionais e internacionais e premiados em diversos concursos tais como Paulo Bosísio, Jovens Solistas da Orquestra Sinfônica Jovem do Estado de São Paulo, Jovens Solistas da Orquestra Experimental de Repertório, Pauta Mágica da Arte Livre, Programa Prelúdio (TV Cultura), Jovens Solistas da Orquestra Filarmônica de Goiânia e Concurso de Violino Thomastik-Infeld Brazil.

Por diversas vezes solou a Orquestra Experimental de Repertório, Camerata Fukuda e Orquestra Sinfônica Municipal. 

Como spalla atuou com a Orquestra Acadêmica Mozarteum Brasileiro, Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo, Orquestra Sinfônica de Santo André, Orquestra Sinfônica Jovem do Estado de São Paulo, Orquestra Acadêmica de São Paulo, Camerata Cantareira, Orquestra de Prelúdio da TV Cultura e Orquestra Experimental de Repertório.

Michiko Tashiro Licciardi está no Brasil desde setembro de 2018, onde leciona e é correpetidora e pianista em diversas formações.

Nascida no Japão, Michiko, iniciou seus estudos de piano aos 4 anos com Hiroko Irikawa. Parte da infância foi nos EUA, sob orientação de Viktor Polonskys, sendo vencedora de diversos concursos para jovens.

Ao retornar para o Japão continuou os estudos com Emi Maruyama, que a incentivou a se aperfeiçoar na Europa. Aos 19 anos mudou-se para a Alemanha ingressando na Escola Superior de Música de Colônia, sob orientação de Josef Anton Scherrer. Durante os primeiros anos da sua graduação, adquiriu o gosto por Lied e música de câmara e, então, prosseguiu seus estudos nesta mesma instituição, concluindo em 2014 seu curso de mestrado em Liedgestaltung, sob orientação de Jürgen Glauß .

Participou de masterclasses com Graham Johnson, Malcolm Bilson, Manfred Aust, Anne le Bozec e Erik Battaglia. Como membro do trio B.E.M. (clarinete, viola e piano), recebeu uma Menção Honrosa no “11° Wuppertaler Barmenia Musikwettbewerb” e, no mesmo ano, conquistou o prêmio de melhor acompanhamento no Concurso de Canto (Lied), na Escola Superior de Música de Colônia.

Em 2014, ingressou como professora de piano e correpetidora concursada na Musikschule Bochum, onde permaneceu até meados de 2018. Ensinou crianças, jovens e adultos, de iniciantes a avançados, vários dos quais obtiveram prêmios nos concursos nacionais “Jugend musiziert” na Alemanha.

Em 2017 ganhou uma bolsa da Associação Internacional Richard Wagner, tendo a oportunidade de assistir o festival de Ópera de Bayreuth, realizando concertos com os bolsistas pela região da Baviera.

Durante sua permanência na Alemanha, também se destaca seu extenso trabalho acompanhando diversos coros e cantores em concertos, recitais e concursos, além de desenvolver música de câmara por este país.

A programação musical

Serão apresentadas durante o concerto as seguintes composições:

– Haru no Ogawa (Riacho na Primavera), Teiichi Okano

 – Violin Sonata No 18 in G major, K 301, Mozart (15min)

– Drei Romanzen Op. 94-Nicht Schnell-Einfach, innig, Robert Schumann (8min)

 – Oborozukiyo (Noite de luar), Teiichi Okanio

 – Preludium and Allegro, Pugnani Kreisler (5:30)

 – Itsuki no Komoriuta (Canção de ninar) – folclore

 – Romanian dances, B.  Bartok (5:34)

 – Gluck Melodia arr. Kreisler (3min)

 – Meditação de Thais de Massenet ( 5min ) 

 – Brahms Hungarian Dances No. 2 in D Minor (Arr. Joseph Joachim (3min)

Série de “Concertos Bunkyo 2021”, realização do Bunkyo, conta com patrocínio da Fundação Kunito Miyasaka, Sansuy, Kanaflex e com o Apoio Institucional da Embaixada do Japão, Consulado Geral do Japão em São Paulo e Nikkey Shimbun/Jornal Nippak.

Confira o calendário de eventos completo